«

»

ago 28 2014

DÍVIDA PÚBLICA CAIU EM JULHO POR CAUSA DA COPA

A Copa do Mundo serviu pelo menos para que a Dívida Pública Federal (DPF) brasileira caísse 1,35% no mês de julho, de acordo com dados da Secretaria do Tesouro Nacional.

A DPF fechou o mês passado com R$ 2,173 trilhões, representando queda de R$ 29,79 bilhões em relação a junho.

A razão da queda foi o resgate de R$ 82,88 bilhões, ao mesmo tempo que foram emitidos R$ 31,34 bilhões, resultando em um resgate líquido de R$ 51,53 bilhões.

A Copa do Mundo, que terminou em 13 de julho, influiu na menor emissão de títulos.

A dívida pública mobiliária – em títulos públicos – interna caiu 1,39%, passando de R$ 2,111 trilhões em junho para R$ 2,081 trilhões em julho. O motivo foi o resgate líquido de R$ 48,44 bilhões e o reconhecimento de R$ 19,16 bilhões em juros.

A dívida pública externa também teve queda de 0,56% sobre o estoque apurado em junho, fechando julho com R$ 91,21 bilhões, dos quais R$ 82,04 bilhões referentes à dívida imobiliária e R$ 9,17 bilhões à dívida contratual.

Por meio da dívida pública, o governo pega emprestado dos investidores recursos para honrar compromissos. Em troca, compromete-se a devolver o dinheiro com alguma correção, que pode ser definida com alguma antecedência, no caso de títulos prefixados, ou seguir a variação da taxa Selic, inflação ou câmbio.

O trágico é saber que, para administrar essa enorme dívida, o Brasil paga quase R$ 300 bilhões de juros por ano, mais do que qualquer orçamento de investimento ou de custeio.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*