«

»

ago 01 2020

Praias do Rio estão liberadas com restrições a partir de hoje

Coronavírus desestabiliza setor do turismo O Dia - Rio de Janeiro

prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella ,liberou, a partir de hoje (1) o banho de mar e o trabalho de ambulantes que servem os banhistas . A questão é como será a fiscalização, pois a areia continua proibida até segunda ordem. Só pode dar um mergulho e voltar para o calçadão.

Os ambulantes podem vender seus produtos, das 7h às 18h, com exceção de bebidas alcoólicas e alimentos não industrializados. Aluguel de barracas e cadeiras continua vetado. Os quiosques já estavam liberados.

Garantir que as pessoas não infringirão as novas regras será um desafio. Nos últimos dias, antes da entrada da frente fria, os dias de sol atraíram banhistas para a orla, e as areias ficaram cheias, inclusive de pessoas sem máscaras.

Guardas municipais e PMs até abordam alguns grupos, sobretudo quando há aglomeração, mas nem todos aceitam obedecer às normas de proteção. Ontem, mesmo com chuva, era possível ver pessoas se arriscando no mar.

Mesmo com a Guarda Municipal tendo retirado 400 pessoas da areia no último fim de semana, a coordenadora da Vigilância Sanitária, Márcia Rolim, acredita na colaboração dos banhistas : “a pessoa toma banho de mar, se seca e toma outro banho. Não pode levar guarda-sol, cadeira. Não é lazer”.

Piscinas e saunas de hotéis e condomínios foram liberadas, e pontos turísticos podem operar com 50% da capacidade.

Bares e restaurantes funcionarão até 1h, e os shoppings retomam o horário normal, das 10h às 22h. Sempre com distanciamento, uso de máscaras e outras regras de ouro. As escolas podem retomar aulas presenciais de algumas séries na segunda-feira.

Com informações de Agência O Globo

Foto: O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*