«

»

jan 28

A PM não trabalha porque não ganha bem – e não ganha bem porque não trabalha

RENATO RIELLA
Há algumas semanas venho registrando neste BLOG que a Polícia Militar está vivendo em atitude grevista. Na verdade, nos últimos anos a PM perdeu credibilidade, ao agir de forma relapsa, abandonando rotinas que fazem a história da corporação.

A PM diz que não trabalha porque o Governo do DF não cumpriu 13 propostas feitas pelo governador Agnelo Queiroz e pelo deputado Cabo Patrício.

E o governador Agnelo Queiroz tem dificuldade de aumentar os salários dos policiais militares e dos bombeiros porque a Polícia Militar, principalmente, é uma entidade desgastada, que não tem merecido investimento financeiro e político.

Do jeito que as coisas vão, o Governo do DF acabará criando uma Polícia Metropolitana para fazer o trabalho, deixando a Polícia Militar nos quarteis.

É claro que isso não vai acontecer, mas de qualquer modo a Polícia Civil e o Detran estão a cada momento assumindo mais atribuições que antes eram da PM – e consequentemente ganhando mais por isso.

A PM não ganha mais porque não está trabalhando e não trabalha porque não ganha mais (é o teorema do biscoitinho, que fez sucesso há alguns anos na propaganda de TV).

Teremos desafios graves nos próximos meses (rolezinhos, Copa do Mundo, eleição, etc). Ou a PM começa a trabalhar ou buscamos alguém que possa trabalhar por ela. Por que não chamar o Exército, por exemplo?…

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

12 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. Eu

    Gostei da sugestão. Que chame o exército! Bom que vou ao estádio ver os jogos com a família!

  2. mauricio

    VC só pode estar de sacanagem Riella. A pm sempre fez o serviço do detran e pcdf e nem por isso foi alguma vez na história reconhecido por isso, muito pelo contrário, inclusive fez serviço da agefis, ibama, oficiais de justiça…..e onde está o reconhecimento……não brinque com a inteligência dos policiais militares caro blogueiro……

    1. Valter

      esse é o maior problema da PM,querer se meter no serviço alheio,que diga os p2,querem ser civis?ora bolas,prestem concurso para a civil…vcs estão colhendo o que plantaram.

  3. Valter

    vc deveria tomar vergonha na cara em escrever um texto tão ridículo desses.Querer denegrir uma intuição centenária como a PMDF é coisa de jornalista de quinta categoria,serei moderado por vc,mas pelos menos sei que lerá minha mensagem.Aff

  4. Luciano Paulo

    O senhor deve primeiro estudar e conhecer os fatos para depois falar (escrever) tamanha besteira.

    Veja que o próprio regimento interno da PCDF diz que é função deles (PCDF) preservar local de crime, exatamente no artigo 35.

    A Parte de trânsito é feita por convênio com o DETRAN DF, então todas as funções que tenha RELAÇÃO com o assunto trânsito é da autarquia distrital.

    Senhor procure no site policiamento inteligente e peça mais esclarecimento.

  5. vander

    Me desculpe Ruella, mas, ou você é um completo desinformado, pois não sabe quais as atribuições de cada órgão da segurança pública, ou é um “JORNALEIRO” e não um jornalista, pois jornalista sério não diz tanta bobagem quanto você.

  6. paulo

    Patético. Aiai…

  7. dWAYNE jOHNSON

    A policia militar sempre fez o trabalho de todos os segmentos do funcionalismo publico.
    Faz-se o papel do detran no transito; do ibama na ambiental; da assistencia social ao encaminhas moradores de rua e viciados aos locais apropriados; enfermeiros; ambulancia; salvagurda de locais de crime para a pericia da pcdf; medico obstetra; psicologo;
    ora, se o senhor afirma que a policia sempre foi ineficiente, preciso entender o por que da escalada da violencia nestes ultimos meses?
    Antes da OT, brasilia não estava assim…

    1. Valter

      vcs da pm querem fazer o papel de todo mundo e esquecem de fazer o de vcs…..somente por isso a criminalidade aumentou…continuem assim,querendo ser os “fazem tudo” e os super heróis de brasilia,quem sabe não ganhem um ticket refeição?

  8. sandro

    Ora! Se não trabalhávamos antes, quando fazíamos o serviço nosso e dos outros e não trabalhamos agora, que só estamos fazendo o nosso, então me responda, estão se queixando do quê?

  9. Bravo Myke

    Estimado jornalista
    Quão contraditório tu és. Às vezes bate, outras assopra.
    A Polícia Civil e o DETRAN estão tão somente assumindo suas atribuições e, bem da verdade bem remunerados.
    Reforço parte de postagem enviada anteriormente (Operação tartaruga destrói qualquer corporação):
    A segurança pública é um serviço público que deve ser universalizado de maneira igual em todos os sentidos. A realidade é que muitos pensam que a polícia é responsável por todos os problemas da segurança pública, quando na verdade ela afere o grau de civilização de um povo.
    Abraham Lincoln disse: “você não se livra do amanhã fugindo dele hoje”. Para bom entendedor meia palavra basta.
    No contexto presente, de violação de compromissos assumidos e da (i)moralidade administrativa, não há dúvida que a melhor alternativa é cumprir com o prometido. O combinado não sai caro.
    O GDF conhece nossas demandas e finge que dialoga.
    Na caserna faltar com a verdade é passível de punição. Existem pessoas que nascem prometendo, vivem fingindo e morrem mentindo. É uma lástima não haver tal possibilidade no meio político.
    A atividade laboral do policial e bombeiro militar é um sacerdócio, exigindo uma dedicação exclusiva à corporação, cujo compromisso com a sociedade é selado na sua formatura de conclusão do curso, onde, em seu juramento, coloca como princípio base, se necessário, o sacrifício de sua própria vida em socorro e proteção da comunidade. Há que ser feito algo que se reconheça que tal profissional tem um estilo de vida incomum entre as diversas atividades profissionais. Acostumado a ter sua liberdade limitada pela dedicação imposta por sua atividade e pelo juramento prestado perante Deus, corporação e sociedade, as tarefas dos policiais e bombeiros são complexas e quando sua presença é solicitada estes deverão ter o mínimo de garantia para cumprir seu juramento, como por exemplo, um salário justo e digno capaz de atender as suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, educação, alimentação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo. O Estado, em gratidão ao comprometimento desses profissionais que são pais e mães de famílias, deve pavimentar um trabalho que garanta à isonomia com os demais órgãos da Secretaria de Segurança Pública.
    A verdade é que existem pontos pedidos pelos policiais e bombeiros que não necessitam ao GDF pedir a benção para a presidenta. E o mandatário mor sabe muito bem disso.

  10. moises

    vc é um g4ande falador de besteira e nao sabe e nunca saberá nada de seguranca publica no minimo tem problema com algum pm so se for ai que pc trabalha mais que a briosa

  1. Mais um ataque de Renato Riella a PMDF | Jabasta

    […] A PM NÃO TRABALHA PORQUE NÃO GANHA BEM – E NÃO GANHA BEM PORQUE NÃO TRABALHA […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*