«

»

dez 20 2014

ALÉM DE NOROESTE E SUDOESTE, ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA INUNDA O PLANO PILOTO

RENATO RIELLA

No auge dos estragos causados pelas últimas chuvas na Asa Norte, escrevi aqui que a causa é a criação do Noroeste e de outras grandes construções na parte alta do Plano Piloto. A rede de águas pluviais não suporta a carga das águas, que passa pela superfície numa grande correnteza – tsunami brasiliense.

A chamada imprensa de papel foi atrás e comprovou o que escrevi – foi surpresa até para mim, pelo acerto total da afirmação.

A surpresa é constatar (e isso esqueci de dizer) que uma das causas dos alagamentos na 102 Norte e proximidades é o famigerado Estádio Mané Garrincha.

Esta imensa construção, com a sua enorme cobertura e mais as áreas acimentadas próximas, capta grande quantidade de águas. Esse volume líquido não tem rede de contenção e precisa descer para o Lago Paranoá, destino das águas pluviais de Brasília. Daí a correnteza.

Hoje, no Jornal de Brasília, relata-se trabalho de campo da Defesa Civil. Seguindo as águas, ficou comprovado que a correnteza da 102 Norte vem do estádio e das suas proximidades. E a correnteza da 409/410 vem mesmo do novo Setor Noroeste.

O Sudoeste, enorme na sua implantação, gera efeitos semelhantes na Asa Sul, com estragos menores porque as águas passam pelo Parque da Cidade, onde a área verde ajuda a conter o fluxo no asfalto.

Portanto, pessoal do governo, quando tiver um problema sem solução, ligue no meu celular. Converso demais e vou recolhendo opiniões importantes.

No caso dessas águas, há mais de dez anos um engenheiro do qual nem lembro o nome me preveniu que o problema aconteceria quando Noroeste e Sudoeste estivessem implantados.

Recadinho final: vai piorar. As obras necessárias são caras, difíceis e demoradas. Não adianta botar a culpa em São Pedro, pois chuva forte sempre houve em Brasília.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*