«

»

mar 31 2021

Anvisa rejeita importação de 20 milhões de doses da vacina Covaxin

A diretoria da Agência Nacional, Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou por unanimidade hoje (31) o pedido do Ministério da Saúde para importar doses da Covaxin, vacina contra Covid-19 do laboratório indiano Bharat Biotech, alegando falta de documentos necessários e ausência de dados.

“O importador não apresentou todos os documentos exigidos pela lei”, disse o relator do pedido, Alex Machado Campos, ao apresentar seu voto durante a reunião da diretoria colegiada da Anvisa.

Na véspera a Anvisa negou certificado de boas práticas de fabricação da Bharat Biotech após inspeção na fábrica da empresa na Índia, alegando não-conformidades como a falta de um método de controle específico para medir a potência da vacina, a não validação do método que comprova a completa inativação do vírus e a não adoção de todas as precauções necessárias para garantir a esterilidade do produto.

“Não é possível determinar a relação benefício-risco da Covaxin com as informações disponíveis até o momento”, acrescentou o relator. “A área técnica identifica risco de uso da vacina Covaxin nas condições atuais.”

O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, ao acompanhar o voto do relator, assim como os demais diretores, lembrou que a agência não estava analisando o pedido de uso emergencial da Covaxin, tampouco eventual pedido de registro do imunizante.

O Ministério da Saúde assinou contrato junto aos laboratórios Precisa Medicamentos e Bharat Biotech para a aquisição de 20 milhões de doses da Covaxin, incluindo 8 milhões a serem importadas da Índia.

Com informações de Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*