«

»

out 24 2016

ARTIGO: HEROÍNA NA CRACOLÂNDIA DE SP

IZILDA ALVES

Heroína é vendida por africanos na cracolândia, informa hoje na primeira página o jornal O Estado de S.Paulo:“A polícia investiga grupo de nigerianos e tanzanianos que está trazendo heroína da África para comercializar na cracolândia, região central de São Paulo.”
A recuperação de dependentes de heroína e de crack é definida como das mais difíceis em dependência química. Mais grave ainda: a rede pública não tem estrutura para tratar estes dependentes.

A cracolândia citada pelo jornal O Estado de S.Paulo fica na alameda Dino Bueno, endereço de escolas onde estudam crianças e adolescentes e de prédios residenciais,que estão sendo abandonados pelos proprietários pelos constantes assaltos e riscos da banalização da droga em suas portas.

Especialistas explicam que heroína causa:
-dificuldade de respiração
-náuseas
-vômitos
-morte por overdose

Até quando cracolândia vai ser o grande pesadelo das famílias na cidade de São Paulo? Cracolândia que já se prolifera por todos os bairros da cidade. E já causando recaídas de dependentes que estavam em recuperação.
Até quando os pais terão de pagar essa conta escandalosa, desumana da liberação de drogas pela Prefeitura de São Paulo?

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*