«

»

jan 29 2020

Belo Horizonte tem bairros alagados, casas e comércios destruídos; a chuva continua hoje

Carros foram arrastados em áreas nobres de Belo Horizonte

A chuva voltou a castigar a grandBelo Horizonte na noite de ontem (28). Na capital, ruas e avenidas ficaram embaixo d’água. A previsão é de que as chuvas continuem hoje.

A Defesa Civil Municipal registrou temporais extremamente fortes em quatro regiões. Em pouco mais de três horas, choveu 175mm no Centro-Sul — mais da metade do esperado para todo o mês de janeiro.

O número de mortos é de 53 pessoas. Desalojados e desabrigados são 47 mil.

O Mercado Central, um dos principais pontos turísticos de BH, teve a entrada completamente tomada pela água.

No bairro Anchieta, os bueiros não deram conta do volume de água. Pizzarias, pastelarias e restaurantes ficaram alagados, inclusive na Avenida do Contorno — uma das mais importantes da cidade.

Desde sexta-feira (24), a região metropolitana de Belo Horizonte enfrenta temporais que têm deixado um rastro de mortes e destruição. Segundo o último balanço da Defesa Civil de Minas, já são mais de 50 mortos no estado em decorrência das chuvas.

Uma pessoa continua desaparecida na cidade de Conselheiro Lafaiete.

Das mortes, 42 foram em decorrência de soterramentos, desmoronamentos ou desabamentos. Oito pessoas morreram arrastadas pelas águas e, duas, por afogamento. Belo Horizonte concentra a maioria dos óbitos: 13.

O Jardim Alvorada, na região da Pampulha, foi um dos bairros mais afetados com as chuvas dos últimos dias.

Liliane Rodrigues disse que não sabia que ali era uma área de risco. “Quando o meu esposo comprou lá não sabia, né? Quando eu fiquei sabendo que era de risco, foi no dia que aconteceu o desastre.”

Com informações de JP

Foto: Record

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*