«

»

mar 24 2020

Bolsonaro liga para Xi Jinping: “Reafirmamos nossos laços de amizade”

O presidente da República,Jair Bolsonaro, e o presidente da ChinaXi Jinping, conversaram por meio de uma ligação telefônica na manhã de hoje (24).

A informação foi revelada pelo embaixador do país asiático no Brasil, Yan Wanming. O contato ocorre seis dias depois de uma crise diplomática causada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O filho do presidente brasileiro fez uma publicação, na quarta-feira (18), acusando a China de ter escondido informações sobre o início da pandemia do coronavírus.

Yanming afirmou que a conversa entre Bolsonaro e Jinping foi realizada em um ambiente “muito cordial e amistoso” e revelou que ambos alcançaram “importantes consensos”.

O embaixador, inclusive, listou quais foram esses consensos.Veja abaixo:

1 – Os dois presidentes afirmaram o compromisso conjunto de dar continuidade ao estreito diálogo a favor do desenvolvimento saudável, estável e constante da Parceria Estratégica Global numa base mais forte e mais durável.

2 – Reiteraram o compromisso com a estabilização e ampliação da parceria comercial, em especial neste contexto desafiador, contribuindo para responder ao impacto causado pela Covid-19 na economia mundial e a se empenhar para retomar o crescimento econômico e comercial do mundo.

4 – Manifestaram a importância da cooperação do G-20 no âmbito do combate contra Covid-19 e apoiaram a proposta de Arábia Saudita de celebrar mais rapidamente possível uma videoconferência dos líderes dos países do grupo.

5 – O Presidente Xi Jinping manifestou solidariedade ao governo e ao povo brasileiros e fez voto pelo sucesso nacional o quanto antes no combate à Covid-19 sob a liderança do Presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro também usou a rede social para falar do contato. “Nesta manhã , em ligação telefônica com o Presidente da China, Xi Jinping, reafirmamos nossos laços de amizade, troca de informações e ações sobre o Covid-19 e ampliação de nossos laços comerciais”, afirmou.

Na semana passada, apesar da reação dura do embaixador chinês à publicação do filho e deputado federalBolsonaro negou que problemas com a China. “Não existe uma palavra contra a China desde que assumi o governo. Nosso relacionamento com Xi Jinping está excepcional, talvez até ligue para ele”, afirmou o presidente.

A China é o principal parceiro comercial do Brasil. Só em 2019, o país asiático comprou US$ 65,4 bilhões em produtos brasileiros. Com a crise com Eduardo Bolsonaro, governadores brasileiros passaram a pedir socorro individualmente por meio da Embaixada da China no Brasil.

Com informações de Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*