«

»

ago 28 2021

CPI da Pandemia: Advogado Marcos Tolentino não é sócio oculto do FIB Bank

Diversas Fake News buscam vincular o empresário Marcos Tolentino ao negócio da vacina Covaxin, situação que é esclarecida por esta matéria do site BSB Capital.

Ele é advogado e fundador da Rede Brasil de Televisão, que figura entre as cinco maiores redes nacionais de comunicação do Brasil. Afirma que não é sócio oculto do FIB Bank, companhia de garantias que atua na emissão de cartas de Fiança Fidejussórias e que, em março, emitiu garantia para o contrato da Precisa Medicamentos junto ao Ministério da Saúde na venda das vacinas Covaxin, negócio esse que não chegou a ser concretizado.

Fake News buscam vincular o advogado ao negócio, pela proximidade dele com o líder do governo, deputado federal Ricardo Barros.

Apontam um jantar em sua residência com o então Ministro Eduardo Pazuello, que não ocorreu, e que rendeu a um jornalista processo-crime.

As especulações ignoram o fato de que Tolentino, no período das negociações a que tentam ligá-lo, estava em coma no Hospital Sírio e Libanês de São Paulo, ficando ali por quase 90 dias, quando chegou à beira da morte em decorrência das complicações da Covid 19, da qual até hoje sofre os efeitos.

O advogado forneceu aos meios de imprensa documentos que atestam e comprovam que ele foi sócio da Benetti Prestadora de Serviços há 12 anos, controladora da empresa acionista do FIB.

No entanto, quando indagado a respeito, jamais negou que continua sendo procurador da empresa Benetti Prestadora de Serviços e de seu atual sócio, Ricardo Benetti.

Tolentino informou que protocolou na Presidência da CPI da Pandemia toda a documentação que explica e comprova cada um desses fatos.

BSB Capital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*