«

»

jan 09 2019

Denúncia é aceita e João de Deus vira réu por estupro de vulnerável e violação sexual

A juíza Rosângela Rodrigues dos Santos aceitou denúncia contra João de Deus. Assim, ele passa a ser réu pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual.

João de Deus está preso desde 16 de dezembro no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia após ser acusado de abuso por dezenas de mulheres que dizem ter sido violadas durante tratamento espiritual em Abadiânia, na Casa Dom Inácio de Loyola.

Hoje (09), ele é ouvido pela Polícia em um caso de posse ilegal de armas. A investigação foi aberta após revólveres e pistolas serem encontrados em sua casa durante operações de busca e apreensão.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que reafirma a necessidade de manutenção da prisão preventiva de João de Deus. Ela sugeriu que o pedido liminar da defesa para prisão domiciliar humanitária seja indeferido. A decisão foi divulgada no sábado (5).

A manifestação de Raquel Dodge é uma resposta à solicitação do presidente do Supremo, Dias Tofolli, após um novo pedido apresentado pela defesa do acusado. Os advogados alegam que ele tem graves problemas de saúde e que a unidade prisional de Abadiânia, em Goiás, não tem serviço de saúde adequado a sua situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*