«

»

mar 16 2015

DUQUE, PRESO NOVAMENTE, TEM ESPERANÇA DE NOVO HABEAS CORPUS

RENATO RIELLA

Fortalecido pelas manifestações políticas de ontem, o juiz federal Sérgio Moro mandou prender hoje o ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato de Souza Duque, que havia sido solto antes, graças a habeas corpus do Supremo Tribunal Federal.

O suspense hoje no Brasil é saber se o ministro Teoria Zavascki, do STF, libertará mais uma vez o polêmico Duque, com novo habeas corpus, a ser pedido por seus advogados.

Duque é considerado peça-chave nas investigações, por ter ligações com nomes importantes do PT.

A nova ordem de prisão foi decretada porque o ex-diretor transferiu grande volume de recursos para Mônaco.

A força-tarefa da Lava Jato descobriu que Duque esvaziou contas secretas na Suíça mesmo depois de deflagrada a Lava Jato, em 17 de março de 2014.

Duque foi preso na casa dele, no Rio de Janeiro. O empresário paulista Adir Assad, investigado na CPI do Cachoeira, e Lucélio Góes, filho de Mário Góes, também foram detidos. As três prisões são preventivas.

A prisão preventiva não tem data para terminar, dependendo de decisão judicial. Segundo a Polícia Federal no Paraná, Renato Duque será transferido do Rio para Curitiba, às 17h, em um voo de carreira.

De acordo com o juiz Moro, há indícios de que Renato Duque mantém outras contas correntes nos Estados Unidos e em Hong Kong.

Na decisão, Sérgio Moro afirmou que a quantia apreendida em Mônaco, e não declarada ao fisco, é “incompatível” com seus rendimentos na Petrobras.

“Oportuno destacar que Renato Duque não declarou, à Receita Federal, qualquer valor mantido no exterior, que jamais admitiu perante o Juízo ou ao Supremo Tribunal Federal que teria contas no exterior, e ainda que o montante bloqueado é absolutamente incompatível com os rendimentos que recebia como ex-diretor da Petrobras”, disse o magistrado.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*