«

»

jul 28 2020

ESPECIALISTAS PREVEEM QUEDA MENOR DO PIB

—RENATO RIELLA—

Analistas financeiros consultados pelo Banco Central (BC) reavaliam de modo mais otimista, pela quarta semana seguida, a queda da economia no Brasil em 2020. Veem recuperação gradativa em meio à pandemia.

Segundo o Boletim Focus, do BC, a estimativa de recuo do PIB (Produto Interno Bruto) caiu para 5,77%. Na semana passada, a previsão era de queda de 5,95%.

O Ministério da Economia, nos seus estudos, prevê queda do PIB na faixa de 4,7%.

Para 2021, o Boletim Focus espera crescimento da economia no Brasil na faixa de 3,50%.

A projeção para a inflação oficial este ano é de 1,67%. O centro da meta, proposto pelo BC, é de 4%.

 

BB – Ministro Paulo Guedes, da Economia, tratou do assunto ontem com o Presidente Bolsonaro, mas ainda não há novidade sobre o futuro Presidente do Banco do Brasil.

 

WITZEL – Possível impeachment do Governador Wilson Witzel sofreu reviravolta ontem e fica sem perspectiva clara.

O presidente do Supremo Tribunal, Ministro Dias Toffoli, dissolveu a comissão especial da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro que vem conduzindo o processo. Outra comissão terá de ser formada, com novas condições.

 

NÚMEROS – Foram registradas 614 mortes pela covid-19 ontem no Brasil, elevando o total para 87.618 óbitos

Os estados com mais óbitos por covid-19 são: São Paulo (21.676), Rio de Janeiro (12.876), Ceará (7.509), Pernambuco (6.376) e Pará (5.729).

As Unidades da Federação com menos mortes em decorrência do  coronavírus são:  Mato Grosso do Sul (319), Tocantins (350), Roraima (474), Acre (493) e Amapá (556).

 

MUNDO – Aumentaram muito as preocupações no mundo pelas notícias da pandemia. Os Estados Unidos, por exemplo, se aproximam da faixa de 150 mil mortos.

Na Ásia, inclusive na China, o retorno de casos da covid-19 obriga os governos a reforçarem medidas de prevenção.

Na Europa, o caso mais grave se localiza na Espanha, que pode retomar o regime de lockdown em algumas regiões.

E a Coreia do Norte, mesmo bloqueada para o mundo, anunciou o primeiro caso suspeito de covid-19, adotando medidas duras.

 

SÃO PAULO – Em meio a tantas dificuldades pela pandemia, a população da cidade de São Paulo sofre transtornos hoje no setor de transportes.

Greve dos metroviários, anunciada ontem, foi superada com negociação na madrugada de hoje, mas os serviços estão com deficiência na abertura do dia.

O rodízio de veículos está momentaneamente suspenso.

 

SIMPLES – Micro e pequenas empresas inadimplentes com o Simples Nacional não serão excluídas do regime especial em 2020, segundo a Receita Federal.

 

TRANSPORTES – A demanda nos transportes de passageiro e de cargas teve queda de quase 75% no mês de junho no Brasil, segundo pesquisa feita com mais de 850 empresas pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

 

ECONOMIA – Num dia de alívio no mercado financeiro global, a Bolsa de Valores fechou ontem no maior nível em quase cinco meses.

O Ibovespa subiu 2,05% e chegou aos 104.477 pontos.

 

O dólar caiu para R$ 5,158.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*