«

»

mar 05 2021

Governo de São Paulo diz que vai manter a fase vermelha apesar de todos os protestos

A secretária de Desenvolvimento Econômico do estado de São Paulo, Patrícia Ellen, disse hoje (5) que o governo não irá negociar flexibilizações ou mudanças nas medidas de endurecimento da quarentena no estado.

“Não há hipótese de não ter fase vermelha. (…) Nós tivemos o maior aumento de internações em leitos de UTI Covid desde o início da pandemia e não é somente de idosos, é de jovens, de adultos. Todos estão adoecendo e nós não teremos leitos para a população se nós não fizermos a nossa parte”, afirmou a secretária.

A declaração foi data após grupos de caminheiros bloquearem a Marginal Tietê, na altura do Cebolão, e interditarem a Avenida Teotônio Vilela, perto do Interlagos, na Zona Sul, em protesto contra a decisão da gestão estadual de colocar todo o estado na fase vermelha, a mais restritiva, do plano de flexibilização econômica.

A medida entra em vigor partir da 0h deste sábado (6) e deve permanecer até o dia 19 de março.

A secretária ressaltou que tem conversado com os setores, mas que não há como flexibilizar a fase vermelha do Plano São Paulo nas próximas duas semanas.

“Não é uma discussão de flexibilização neste momento. Estamos em uma operação de guerra, uma guerra pela vida. A discussão é: Só podemos operar com o mínimo necessário para manter as cidades funcionando”, disse.

Ela defendeu ainda que as manifestações deveriam ser para pedir mais vacinas. “Se, neste momento, queremos nos manifestar, devemos nos unir e cobrar mais vacinas.”

A manifestação começou por volta das 5h30 na Rodovia Castello Branco. Logo depois, o congestionamento já refletia pelas marginais Tietê, Pinheiros e na rodovia Castello Branco.

Por conta do protesto, a Prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio municipal de veículos hoje.

Na via local da marginal, alguns motoristas de carros particulares e motociclistas eram liberados pelos manifestantes e conseguiam passar.

Diversos passageiros de ônibus chegaram a descer com as malas em busca de alternativas de transporte para conseguir deixar o local.

Por conta dos bloqueios, um senhor em tratamento contra um câncer perdeu a sessão de quimioterapia que faria na cidade de Guarulhos, na Grande SP. Ele estava parado no trânsito desde as 5h.

Com informações de G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*