«

»

nov 29 2018

John Bolton faz convite, em nome de Trump, para Bolsonaro visitar a Casa Branca

Jair Bolsonaro se encontrou com John Bolton no Rio

O assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, que trouxe um convite para o ex-capitão do Exército Brasileiro visitar a Casa Branca.

Nas redes sociais, Bolton elogiou Bolsonaro e revelou um convite do presidente dos EUA, Donald Trump, para que visite Washington.

“Apreciei uma discussão muito produtiva com o Presidente eleito do Brasil Bolsonaro e sua equipe de segurança nacional. Eu estendi um convite do Pres. Trump para @JairBolsonaro para visitar os EUA. Estamos ansiosos para uma parceria dinâmica com o Brasil”, escreveu.

Ao lado de Bolsonaro, representando o novo governo, estiveram os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores). Senador eleito, o deputado estadual Flávio Bolsonaro – filho do ex-capitão – também participou.

“Uma muito producente e grata reunião com o Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton. Estive acompanhado de nosso futuro Ministro da Defesa (General Fernando), Relações Exteriores (Ernesto Araújo) e com o Chefe do Gabinete de Segurança Institucional (General Heleno)”, publicou Bolsonaro.

Do lado estadunidense, estiveram presentes o porta-voz do Conselho Nacional de Segurança americano, Garrett Marquis, o diretor do conselho para assuntos do Hemisfério Ocidental, Mauricio Claver-Carone, o diretor para o Brasil, David Schnier, e o encarregado de negócios, Bill Popp.

Tido como um dos principais conselheiros de Trump, Bolton fez uma escala no Brasil antes de seguir para a Argentina, onde participa da cúpula do G20, que acontece em Buenos Aires.

Na véspera da sua vinda ao país, em entrevista concedida na Casa Branca, Bolton destacou que o seu encontro com Bolsonaro era “um resultado da ligação do presidente Trump para parabenizá-lo na própria noite da eleição.”

“Eles [Trump e Bolsonaro] tiveram uma ligação telefônica realmente extraordinária, e acredito que desenvolveram uma relação pessoal, ainda que remotamente. Encaramos como uma oportunidade histórica para que o Brasil e os Estados Unidos trabalhem juntos em uma série de áreas, como economia, segurança e outras”, completou.

Especulada logo após a vitória de Bolsonaro, em outubro, a vinda de Trump para a posse do presidente eleito, em janeiro de 2019, ainda não foi confirmada pela Casa Branca. Contudo, costumeiramente Bolton tem por hábito preparar o terreno antes de importantes encontros do presidente dos EUA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*