«

»

jun 22 2013

NÃO É A ECONOMIA, NÃO, ESTÚPIDOS! É A POLÍTICA

 RENATO RIELLA 

Há meses este BLOG vem alertando que o grande problema brasileiro vem das distorções políticas.

O jornalismo brasileiro hoje ainda é dominado pelos comentaristas econômicos. Um erro! Eles se valem da folclórica frase de um assessor do Bill Clinton, que teria dito: “É a economia, estúpido”.

Este BLOG vem dizendo há meses que no Brasil deve ser dito assim: “É a política, estúpido!”

Os governantes argumentam que o povo nas ruas fala da PEC 37 sem saber o que é. Coitados! Esses governantes perderam a ligação com o povo.

Entrei no Facebook há um ano e venho dizendo, usando frase de um jornalista ainda mais antigo (creio que foi Tão Gomes Pinto). Ele disse que, com o Facebook, não precisamos mais de nada. Chega de jornal, TV, rádio, analistas econômicos, etc.

No Facebook, a informação chega primeiro. Já vem com prós e contras, e sempre aparece alguém para explicar didaticamente até o que é a PEC 37. E o que é a PEC 37?

Segundo lemos no Facebook, o Congresso Nacional é dominado por bandidos (será que é verdade?) Esses bandidos querem aprovar uma lei monstruosa, proibindo o Ministério Público de investigar suas bandidagens.

É assim que está sendo explicado no Facebook para milhões de brasileiros escolarizados, pobres ou ricos, revoltados ou não.

Por isso a PEC 37 está nos cartazes dos manifestantes, que entenderam direitinho a barbaridade maquiavelicamente planejada por deputados e senadores.

Não venham dizer que o povo está falando o que não conhece, embora possamos reconhecer que quase ninguém sabe o que é uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC). Mas, pensando bem, basta saber que é uma lei bandida.

A presidente Dilma e a maioria dos políticos não têm a menor familiaridade com o Facebook. Huck, aquele cara da TV marido da Angélica, tem milhões de seguidores no Facebook. Bonner, marido da Fátima, costuma aparecer no seu Facebook com três gravatas diferentes. E o povo vota para escolher a gravata que ele vai usar no Jornal Nacional.

Os governantes, atrasados, preferem acreditar que o povo está desinformado. Mas isso acabou! Surgiu o Facebook.

Não sou Huck e tenho apenas (muitos) 1.400 inteligentes amigos no Facebook. Na informação cruzada, acabo acessando informações de milhares, talvez milhões, de faceboquistas. Por isso sei de tudo. Por isso vejo com muita antecedência o que vai acontecer no Brasil;

Por isso, nunca permitiria que a presidente Dilma fizesse o discurso de ontem. Mas quem assessorou ela ainda está na época do Diário Oficial e da Voz do Brasil.

O Facebook deu um golpe de estado. Mas o Estado oficial ainda não percebeu isso e não consegue negociar uma saída.

Se o Palácio do Planalto tivesse acompanhado este BLOG nos últimos meses, teria evitado muito problema e economizado muitas balas de borrocha.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*