«

»

jul 17 2013

O GIGANTE VAI ACORDAR MUITAS OUTRAS VEZES

RENATO RIELLA

Fala-se precocemente que “o gigante adormeceu em berço esplêndido novamente”. Não é bem assim. Há muitas manifestações interessantes acontecendo no Brasil neste momento de aparente calmaria, entre as quais o incrível “casamento da Baratinha” (ver neste BLOG matéria de 1,5m de comprimento).

Deve ser dito à presidente Dilma que existe um calendário perigosíssimo a ser observado nas próximas semanas.

Em termos de datas, as mais próximas estão ligadas à vinda do Papa Francisco. Sua passagem pelo Rio não vai deixar pedra sobre pedra na consciência de cada um de nós. A reação do sacerdote franciscano diante dos protestos certamente será surpreendente (para não dizer chocante).

A presidente Dilma, alertada tardiamente pela Abin, talvez já esteja atenta desde antes (se algum dia leu este BLOG).

Caso ela continue lendo o BLOG, vale fazer apelo para que cancele o encontro com o Papa Francisco, marcado para o dia 22, junto com o governador Sérgio Cabral.

Francisco, o franciscano, veio ao Brasil exclusivamente em função da Jornada Internacional da Juventude e não tem nenhum interesse de se encontrar com quem não tiver abaixo de 30 anos. Ao abrir a sua programação no Rio recebendo gente quase velha, estará provocando a ira das massas, o que poderá conturbar sua programação logo de saída.

 

MENSALÃO ESTÁ NA AGENDA

DOS PROTESTOS VIOLENTOS

Depois de enfrentar todas as turbulências da Jornada (imprevisíveis, mas assustadoras), o Brasil terá outra agenda gravíssima.

Trata-se da conclusão do julgamento do Mensalão, no Supremo Tribunal Federal, em sessões previstas para o mês de agosto.

Se os dois últimos ministros nomeados pela presidente Dilma influenciarem no resultado final, impedindo a prisão de José Dirceu e outros condenados, haverá verdadeira revolução em Brasília.

O mais grave é que, segundo se prevê, o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, será o primeiro a se rebelar, pois levou anos produzindo relatórios que comprovaram as culpas dos mensaleiros. Ele não se conformará se todo o seu trabalho for literalmente para o lixo.

Desde já, grupos diversos anunciam que estarão mobilizados no DF para acompanhar o desfecho do Mensalão, que pode gerar uma Queda da Bastilha brasiliense. Quem viver verá. Quem duvidar pagará por isso.

E os protestos não ficarão restritos a Brasília, pois a expectativa do desfecho desse caso é grande nos outros grandes centros, onde também haverá quebradeira.

 

CÂMARA LEGISLATIVA SOB

AMEAÇA DE MUITA CONFUSÃO

No ambiente brasiliense mais restrito, prevê-se também uma agenda perigosa. O Correio Braziliense assumiu quase que como campanha a denúncia contra deputados distritais passíveis de julgamento no Conselho de Ética da Câmara Legislativa.

O distrital Raad Massouh já está com processo ético aberto, tendo como relator o deputado Joe Valle, que já anunciou a divulgação do seu parecer para a primeira quinzena de agosto.

A imprensa e grupos populares de pressão exigem da CLDF que abra processos contra os distritais Roney Nemer, Benedito Domingos e Ailton Gomes, condenados pela Justiça do DF e passíveis de punição no Legislativo.

Se a Câmara Legislativa não der resposta convincente, será difícil segurar manifestações ruidosas que abalarão a Casa.

Há muitos outros fatores que poderão reacordar o gigante brasileiro, mas fico com estes, por enquanto.

Vem muito barulho por aí, tudo isso agravado pela falta de respostas mínimas. Os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário estão subestimando o rancor das ruas.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*