«

»

set 04 2019

Operação Luz na Infância prende 33 em combate a pornografia

Agentes da Polícia Federal e da Polícia Civil cumpriram hoje (4), 105 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, em 14 estados  e em mais seis países.

Esta é a quinta fase da operação Luz na Infância, que combate a pornografia infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Até o início da tarde, 33 pessoas haviam sido presas em flagrante. Uma delas foi detida em Michigan, nos Estados Unidos. Os números serão atualizados no final do dia, segundo Alessandro Barreto, coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética da Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

De acordo com Barreto, os números poderiam ter sido maiores, porém alguns provedores de internet e companhias telefônicas compartilham o mesmo endereço de IP para até 1.020 usuários. “É como se a gente tivesse uma autopista com mil veículos, todos da mesma cor e com a mesma placa”, explicou.

Apesar disso, os provedores não podem ser responsabilizados, segundo o Marco Civil da internet. “Mas eles precisam se adequar às novas tecnologias. Eles têm que migrar para o [protocolo] IPv6, para que isso individualize as conexões”, disse.

No Brasil, a operação foi realizada no AmazonasAmapáAlagoasCeará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do SulParáParanáPiauíSanta Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte, além do Distrito Federal.

Fora do país, a força-tarefa tem agido no Chile, em El Salvador, nos Estados Unidos, no Equador, no Panamá e no Paraguai com os agentes de segurança locais.

Em novembro de 2018, na terceira fase da Luz na Infância, também houve colaboração internacional, quando a operação ocorreu de forma paralela na Argentina.

As ações são coordenadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O ministro titular da pasta, Sergio Moro, disse que a operação “tem um foco extremamente relevante, que é proteger nossas crianças e adolescentes da exploração sexual e pornografia”.

Com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*