«

»

jun 18 2016

QUANDO FOI QUE O RIO NÃO ESTEVE EM CALAMIDADE?

Ah! Meu Deus! O Rio de Janeiro

está em calamidade pública!

E por motivos financeiros…

 

Qual o estado constitucional em que esteve

o Rio de Janeiro quando mulheres

viveram diferentes casos de estupro?

 

Quando o morro queimou vivo

o jornalista global Tim Lopes podemos

dizer que os bravos cariocas

estavam em estado de normalidade?

 

Diante da poluição monstruosa

que atinge as águas do Rio,

por que ninguém decretou calamidade antes!

 

Quando as Forças Armadas invadiram,

com canhões, algumas favelas

tomadas pelo crime organizado,

qual a definição constitucional para

este estado de coisas coletivo?

 

Não seria uma calamidade

a roubalheira da Petrobras,

nas últimas décadas,

principal causa da quebradeira

no maravilhoso Estado do Rio de Janeiro?

 

Garotinho, César Maia, Benedita,

Eduardo Cunha e Sérgio Cabral

seriam definidos por Deus como o quê?

 

O Cristo Redenfor vem testemunhando

que a calamidade é uma das características

mais fortes do Rio de Janeiro, nos últimos anos.

 

Por isso, digo;

o decreto sobre calamidade é redundante e tardio.

Só serve para tomar dinheiro

do governo federal,

este, sim, uma calamidade.

 

Mas o Rio de Janeiro, pelo menos,

continua lindo! Nem tudo está perdido.

(RENATO RIELLA)   RIO

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*