«

»

abr 06 2021

Venda de veículos no País tem alta de 13,2% em março

As vendas de veículos novos no Brasil cresceram 13,2% na passagem de fevereiro para março, apesar do fechamento de concessionárias em mercados importantes, incluindo o Estado de São Paulo, o maior do País, por conta do endurecimento das restrições no combate à pandemia. No total, 189,4 mil unidades foram emplacadas em março, entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus.

Na comparação com março de 2020, quando a economia começou a sentir os primeiros impactos da pandemia, o crescimento foi de 15,8%, segundo levantamento divulgado hoje (6), pela Fenabrave (Fenabrave Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores), entidade que representa as concessionárias de automóveis.

Desde o início da crise sanitária, foi a primeira vez que as vendas subiram na comparação com o mesmo período do ano anterior. A última vez que isso ocorreu foi em fevereiro do ano passado, quando 201 mil veículos foram licenciados no País, com leve alta de 1,2% no comparativo interanual.

Apesar disso, o primeiro trimestre terminou com 527,9 mil veículos vendidos, 5,4% abaixo de 2020. O desempenho não foi pior em razão do crescimento de 27,6% das vendas de caminhões, cuja demanda é puxada pelo transporte da safra agrícola.

Nos três primeiros meses de 2021, a Fiat liderou as vendas de carros de passeio e utilitários leves, representando 20,6% do total. Na sequência, aparecem Volkswagen (17,3%), General Motors (15%) e Hyundai (9,5%).

A oferta de veículos continua limitada pelas paradas de produção causadas pela falta de peças, em especial componentes eletrônicos, e também pelo agravamento da pandemia, que paralisou a maioria das montadoras na semana passada.

Com informações de Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*