«

»

jul 03

VISTA POR OUTRO ÂNGULO, A VIDA É MUITO INTERESSANTE

Enquanto vocês se assustavam com as coisas erradas do Brasil, eu descobri duas historinhas que me ajudaram a refletir sobre os seres ditos humanos. Todas duas são reais.

A primeira ocorreu com Charlie Chaplin, quando estava no auge do sucesso. Há muitos anos.

Ele soube que havia um concurso para escolher o melhor imitador de Carlitos. Resolveu disputar, com nome falso.
Claro que ganharia, pois iria “imitar” seu próprio personagem.

O grande artista se produziu exatamente como fazia nos filmes. E se apresentou com toda a técnica que exibia nas gravações.

Resultado: perdeu! O povo proferiu um falso Carlitos, encarnado por um anônimo.

Charlie Chaplin ficou encucado durante algum tempo, sem entender como o público escolheu um Carlitos acelerado, de gestos exagerados…e falso. Rejeitaram o original?

A outra história também é surpreendente e li aqui no Face.

Havia numa cidade brasileira uma igreja evangélica consolidada. Um dia, por tragédia, foi inaugurada uma barulhenta boate no terreno ao lado, com música profana e público idem.

Os fieis ficaram chocados. Nos cultos, sob grande concentração mental, pediam a Deus que tirasse aquele inferninho da vizinhança.

O dono da boate soube dessas rezas e deu risada. Tinha a documentação legalizada, estava com ótimo público e nada podia lhe ameaçar. Até que…………….caiu um raio! Um bruto de um raio!

Atendendo às súplicas da igreja, Deus queimou o inferninho, acabando com o comércio profanador.

Aí vem o fantástico. Desesperado com o prejuízo, o comerciante entrou na Justiça com uma ação pedindo que a igreja lhe pagasse indenização, pois o raio foi atraído pelas rezas – é claro!

Parte da sentença do juiz foi publicada aqui no Face, terminando mais ou menos com o seguinte comentário:

“Estamos diante de um caso em que o profano acredita em Deus e o religioso nega que tenha havido o milagre pedido nos cultos”.

E assim segue a vida, que é muito mais interessante do que Fachin, Aécio, Marco Aurélio e Roures. (RENATO RIELLA)

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*