abr 07 2020

WhatsApp limita o encaminhamento de mensagens no aplicativo

WhatsApp

WhatsApp resolveu limitar ainda mais a possibilidade de encaminhar mensagens em massa dentro do aplicativo. Agora, uma mensagem recebida por meio de encaminhamento só pode ser reencaminhada para uma única conversa por vez, o limite anterior era de cinco.

Em comunicado publicado ontem (6), o WhatsApp afirma que o limite de encaminhamento criado no ano passado já permitiu diminuir em 25% o número de mensagens encaminhadas em todo o mundo, mas ainda não foi o suficiente.

Na postagem, realizada em seu blog oficial, o mensageiro mais popular do planeta anunciou a medida a fim de conter a proliferação de fake news e desinformação, especialmente neste período de pandemia do COVID-19. Leia mais »

abr 07 2020

Calendário do auxílio emergencial de R$600 é divulgado pelo governo

Foi divulgado na manhã de hoje (7) o calendário das três parcelas do auxílio emergencial no valor de R$600 por mês (podendo chegar a até R$1.200 por família). Segundo o cronograma divulgado pelo Governo, os valores serão pagos a todos os beneficiários até o dia 29 de maio.

De acordo com o Governo Federal, para os que se cadastrarem hoje, o pagamento deve estar disponível na quinta-feira (9), caso possuírem conta-poupança na Caixa ou conta-corrente no Banco do Brasil. Os demais beneficiários devem receber a partir do dia 14 de abril.

A segunda e terceira parcela do auxílio serão pagas conforme o mês de aniversário do cidadão. Veja:

  • A segunda parcela vai ser paga nos dias 27, 28 e 29 de abril;
  • A terceira parcela vai ser paga nos dias 26, 27, 28 e 29 de maio.

Leia mais »

abr 07 2020

Bolsonaro evita responder a apoiadores se vai reabrir comércio

Um dia após o “fico” do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o presidente Jair Bolsonaro evitou, hoje (7), responder a um apoiador que o questionou sobre a possibilidade de assinar um decreto liberando o funcionamento do comércio no País.

A flexibilização nas regras de isolamento social, adotadas para evitar a propagação da covid-19, é um dos pontos de atrito entre presidente e ministro. “Você sabe o que está acontecendo na política brasileira? Você sabe o que representa uma resposta para você aqui agora”, respondeu o presidente ao apoiador que o questionou em frente ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro tem criticado governadores e prefeitos que restringiram o funcionamento de shoppings, lojas e escolas com o argumento de que o impacto na economia causará mais danos do que a pandemia de coronavírus.

Na semana passada, o presidente afirmou que já tinha um decreto sobre sua mesa autorizando a reabertura de diversas atividades, a despeito de determinações locais para o fechamento. “Eu tenho um decreto pronto para assinar, se eu quiser assinar, considerando ampliar as categorias que são indispensáveis para a economia”, afirmou na quinta-feira, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Leia mais »

abr 07 2020

INSS antecipa pagamento de auxílio-doença; medida terá duração de três meses

O Diário Oficial da União traz portaria que disciplina a antecipação de um salário mínimo mensal ao requerente de auxílio-doença ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A antecipação será devida a partir da data de início do benefício e terá duração máxima de três meses.

Enquanto perdurar o regime de plantão reduzido de atendimento nas agências da Previdência Social, os requerimentos de auxílio-doença poderão ser comprovados com atestado médico.

Para requerer o auxílio-doença, o cidadão deve anexar o atestado ao requerimento por meio do site ou aplicativo Meu INSS. Será necessário apresentar declaração de responsabilidade pelo documento.

Leia mais »

abr 07 2020

Japão declara emergência por covid-19

Shinzo Abe durante o anúncio do estado de emergência no Japão

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, declarou formalmente o estado de emergência de saúde em várias regiões do país hoje (7), uma medida que expande excepcionalmente os poderes das autoridades com o objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus.

Abe anunciou a ativação desta medida durante uma reunião realizada hoje, em Tóquio, com um grupo governamental especialmente designado para administrar a crise da saúde e após obter o apoio do Parlamento japonês.

O estado de emergência começou a entrar em vigor na área metropolitana de Tóquio e seis outras províncias do país. A medida durará até 6 de maio e permitirá que as autoridades imponham uma série de restrições aos cidadãos e empresas para tentar impedir o aumento de infecções.
Especificamente, Abe pediu aos cidadãos que evitassem sair de casa até o estado de alerta terminar com o objetivo de “proteger a vida e a saúde do povo japonês”, durante seu discurso na reunião, captado pela televisão local.

Leia mais »

abr 07 2020

Caixa lança site e aplicativo para solicitar auxílio emergencial de R$ 600

Página de abertura - solicitação de auxílio emergencial de R$ 600 — Foto: Reprodução

A Caixa Econômica Federal disponibilizou hoje (7) o site e o aplicativo por meio do qual informais, autônomos e MEIs podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600.

O benefício será pago a trabalhadores informais, autônomos e MEIs.

Será preciso se enquadrar em uma das condições abaixo:

  • ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
  • estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
  • cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
  • ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.

Além disso, todos os beneficiários deverão:

Leia mais »

abr 07 2020

Secretarias estaduais de saúde apontam 12.240 infectados e 567 mortos no Brasil

Leia mais »

abr 07 2020

China tem primeiro dia sem mortes por coronavírus; no mundo são 74,8 mil mortos

A China não registrou morte por Covid-19 nas últimas 24 horas, algo inédito desde o início da publicação de estatísticas sobre a epidemia do coronavírus em janeiro, informaram as autoridades de saúde hoje (7).

O país asiático, onde o novo coronavírus, o Sars-Cov-2, surgiu no fim de 2019, informou sua primeira morte por Covid-19 no dia 11 de janeiro. Desde então, registrou 3.331 óbitos.

Porém, o número diário de mortes está caindo há semanas e ontem (6) ocorreu apenas uma morte.

Os novos casos de contágio na China continental também têm caído desde março, mas o país enfrenta uma segunda onda de infecções provocada por viajantes que chegam do exterior.

Apenas hoje foram confirmados 32 novos casos de contágio desse tipo. A Comissão Nacional de Saúde afirma que o país registra mil ‘casos importados’. Leia mais »

abr 06 2020

Proposta redução de isolamento em áreas com 50% da capacidade de saúde vaga

Ministério da Saúde propõe reduzir parcialmente o isolamento em cidades com metade dos leitos e estrutura de saúde vagos. A medida, de acordo com o boletim divulgado hoje (6), passaria a valer na segunda-feira (13).

A partir da próxima semana, portanto, cidades com mais de 50% da capacidade de atendimento médico disponível poderiam passar do Distanciamento Social Ampliado (DSA) para uma transição ao Distanciamento Social Seletivo. Veja a diferença entre os dois, de acordo com documento do ministério:
  • Distanciamento Social Ampliado (DSA): Estratégia que não tem limitações apenas para grupos específicos – todos os setores da sociedade devem permanecer em isolamento.
  • Distanciamento Social Seletivo (DSS): Apenas alguns grupos ficam isolados. Pessoas com menos de 60 anos e sem condições que elevam o risco de casos graves poderão circular livremente.

Leia mais »

abr 06 2020

DF tem 10 mortos por coronavírus e 475 casos confirmados da doença

O governo do Distrito Federal informou, hoje (6), que subiu para 10 o número de pessoas mortas pelo novo coronavírus na capital. O total representa aumento de três óbitos em relação a ontem, quando eram sete. Não foram divulgados mais detalhes sobre os casos.

O número de infecções pelo vírus na capital também subiu e chegou a 475. Até ontem eram 468 registros. Do total de casos, são:

  • 14 graves
  • 40 moderados
  • 338 leves
  • 73 em análise

A maioria dos infectados (52,8%) tem entre 30 e 49 anos. Já os homens representam 56,2% dos casos.

Ainda de acordo com o boletim do GDF, o Plano Piloto continua tendo o maior número absoluto de casos: são 138. Em seguida, aparece o Lago Sul, com 59, e Águas Claras, com 55.

Leia mais »

abr 06 2020

Brasil tem 553 mortes e 12.056 casos confirmados de coronavírus

O balanço dos casos de Covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde hoje (6) aponta:

  • 553 mortes
  • 12.056 casos confirmados
  • 4,6% é a taxa de letalidade

Ontem (5), havia 486 mortes e 11.130 casos confirmados. Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 67 mortes e 926 casos confirmados. O Acre é o único estado do país em óbitos pela doença.

Casos de coronavírus no Brasil — Foto: Reprodução

abr 06 2020

Supermercados têm alta de 4,61% nas vendas em fevereiro

Diário dos Campos | “Não existe, até o momento, risco de ...

Os supermercados brasileiros registraram crescimento de 4,61% nas vendas de fevereiro em comparação com janeiro, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

O resultado foi ainda maior quando comparado a fevereiro do ano anterior: 15,88%. No acumulado anual, o setor registra alta de 10,35%. Os números são deflacionados pelo IPCA.

O aumento de demanda vivido pelos supermercados brasileiros em razão da pandemia de coronavírus, porém, ainda não tem os dados compilados pela Abras.

“Recebemos um número de clientes acima da média de 14 a 21 de março. A maioria com o objetivo de estocar comida para ficar mais tempo em casa. Isso deverá refletir nos resultados do mês, que serão divulgados no Índice Nacional de Vendas de abril”, diz o presidente da Associação, João Sanzovo Neto. Leia mais »

abr 06 2020

Número de mortos na Itália sobe para 16.523

O número diário de mortes na Itália em decorrência do novo coronavírus voltou a subir hoje (6), com o anúncio de que 636 pessoas perderam a vida no país desde a divulgação do boletim de ontem, elevando o total para 16.523.

O domingo havia sido de registro da menor quantidade de óbitos em quase três semanas, com 525, mas a tendência de alta foi retomada com as informações da agência de Defesa Civil italiana.

O número de novos casos é de 3.599, mais uma vez, menor do que o da véspera, o que vai confirmando a redução dos contágios. Ao todo, a Itália teve 132.547 infecções desde o início da crise, ainda em fevereiro.

Atualmente, existem 93.187 casos ativos, enquanto 22.837 já foram consideradas curadas da Covid-19.

abr 06 2020

Datafolha: Aprovação da pasta da Saúde avança entre eleitores de Bolsonaro

Embora o presidente mantenha discurso oposto às recomendações feitas pelas autoridades sanitárias no enfrentamento ao coronavírus, a aprovação do desempenho do Ministério da Saúde durante a crise da Covid-19 disparou também entre eleitores de Jair Bolsonaro (sem partido).

A mais recente pesquisa Datafolha aponta que, entre os brasileiros que declaram ter votado em Bolsonaro no segundo turno da última corrida presidencial, 82% classificam como ótimo ou bom o trabalho da pasta comandada pelo médico e deputado licenciado Luiz Henrique Mandetta (DEM).

Esse número foi registrado no levantamento feito de quarta (1º) até a última sexta-feira (3), período em que o presidente criticou publicamente a postura do ministro, que é favorável a medidas de isolamento social para frear o contágio pelo vírus, e chegou a dizer que “falta humildade” ao auxiliar.

O levantamento ouviu 1.511 pessoas por telefone, para evitar contato pessoal, e tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O índice de 82% representa um impulso de 18 pontos percentuais na avaliação do ministério dentro do grupo de eleitores de Bolsonaro. Na pesquisa feita de 20 a 23 de março, a aprovação do trabalho da pasta era de 64% nesse mesmo segmento. Leia mais »

abr 06 2020

Caixa lança amanhã aplicativo para cadastro em renda emergencial

A partir de amanhã (7), os brasileiros poderão baixar um aplicativo lançado pela Caixa que permitirá o cadastramento para receberem a renda básica emergencial, de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil, no caso de mães solteiras.

O banco também lançará uma página na internet e uma central de atendimento telefônico para a retirada de dúvidas e a realização do cadastro.

O próprio aplicativo avaliará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica.

O pagamento poderá ser feito em até 48 horas depois que a Caixa Econômica receber os dados dos beneficiários, mas o presidente do banco não se comprometeu em apresentar uma data específica. Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou que o banco lançará outro aplicativo, exclusivo para o pagamento da renda básica. O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos. Segundo ele, o calendário de pagamentos será anunciado na próxima semana, depois de o banco conhecer o tamanho da população apta a receber a renda básica emergencial.

Leia mais »

abr 06 2020

Visitas em presídios federais continuam suspensas, determina STF

A ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), manteve a suspensão de visitas de familiares e advogados a presídios federais.

A medida tem caráter preventivo ao novo coronavírus e vigência de 30 dias, mas pode ser revista pelas autoridades competentes de acordo com a evolução do quadro da covid-19 no País.

Segundo Rosa, a determinação assinada pelo Diretor do Sistema Penitenciário Federal é temporária e não é absoluta, “uma vez que não atinge os atendimentos de advogados em casos urgentes ou que envolvam prazos processuais não suspensos.”

“Desse modo, o ato reclamado, a princípio, não impõe obstáculo de natureza absoluta (nem substantiva) à comunicabilidade entre presos e advogados, a qual permanece assegurada, em tese, pela via presencial e por mecanismos tecnológicos, como a videoconferência”, afirmou a ministra do Supremo. Leia mais »

abr 06 2020

São Paulo estende medidas de afastamento social até 22 de abril

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (6) que manterá, pelo menos, até o dia 22 de abril as restrições impostas ao comércio e aos serviços não essenciais em todo o estado, como forma de evitar a rápida disseminação do coronavírus.

“Nenhuma aglomeração de nenhuma espécie, em nenhuma cidade ou área do estado de São Paulo será admitida”, afirmou o governador, ao ressaltar que a Polícia Militar poderá ser usada para que se cumpra a ordem.

Iniciadas em 24 de março, as medidas teriam efeito até amanhã. No entanto, o prefeito da capital já havia determinado o fechamento de serviços e comércios não essenciais a partir de 20 de março.

Um relatório do Ministério da Saúde alerta para o risco de São Paulo estar entrando na fase de aceleração descontrolada da epidemia, tendo em vista que é o segundo estado do país com o maior coeficiente de incidência: 9,7 infectados por 100 mil habitantes. Leia mais »

abr 06 2020

Governo de Pernambuco suspende entrada de turistas em Fernando de Noronha

Ilha de Fernando de Noronha

O governo de Pernambuco determinou a suspensão da entrada de pessoas na ilha de Fernando de Noronha por um período de 15 dias como uma das medidas para conter a disseminação do novo coronavírus.

A medida, que passou a valer neste domingo, inclui a proibição da entrada de turistas e moradores, sejam eles permanentes ou temporários.

A medida foi solicitada pelo Conselho Distrital da ilha. A saída de moradores e trabalhadores continua autorizada, por meio de voos semanais mantidos para o abastecimento e o deslocamento de pessoal.

Segundo o texto aprovado pelo conselho, a “solicitação prende-se ao fato de que existem moradores chegando a Noronha numa semana e retornando na outra, sem obedecer ao intervalo da quarentena . Solicitamos ainda que a entrada fique restrita às pessoas para serviços essenciais devidamente autorizadas pelas autoridades competentes”. Leia mais »

abr 06 2020

Hospital Sírio-Libanês vai testar anticoagulante para casos graves de coronavírus

Cientistas brasileiros vão começar a testar um anticoagulante para tratar casos graves de infecção pelo novo coronavírus.

Um protocolo experimental do uso do medicamento heparina está sendo finalizado por profissionais do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, e deve em breve ser avaliado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

A substância já foi utilizada dentro de um protocolo de pesquisa de um grupo de cientistas chineses para avaliar se o medicamento diminuiria o índice de mortalidade entre pacientes com a covid-19. A hipótese era de que a heparina poderia ajudar no quadro, pois uma das complicações possíveis do vírus é um quadro de coagulação intravascular e tromboembolismo venoso.

Os primeiros resultados do estudo, publicados em 27 de março no Journal of Thrombosis and haemostasis, apontam que o número de mortes foi menor somente entre pacientes com alguma predisposição a distúrbios de coagulação.

Leia mais »

abr 06 2020

Papa alerta para risco de calamidade em prisões por Covid-19

O Papa recorda os 500 anos da primeira missa em território ...

O papa Francisco alertou hoje (6) para o risco de uma “calamidade” nos presídios do mundo todo por conta da disseminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e cobrou ações das instituições de governo para evitar o problema.

“Acredito que esse seja um problema sério em várias partes do mundo. Eu queria que hoje rezássemos pelo problema da superlotação dos presídios. Onde há a superlotação, tanta gente, há o perigo de que essa pandemia acabe em uma calamidade grave.

Rezemos pelos responsáveis, aqueles que devem tomar as decisões, para que encontrem uma estrada justa e criativa para resolver o problema”, disse o líder católico ao abrir a missa na Casa de Santa Marta.

O tema é bastante caro ao religioso que, sempre que a agenda permite, visita estruturas carcerárias ao redor do mundo.

Leia mais »

abr 06 2020

Mercado financeiro prevê queda de 1,18% da economia

O mercado financeiro estima queda ainda maior da economia este ano, por influência da pandemia do coronavírus.

A previsão de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – agora é de 1,18%. Essa foi a oitava redução consecutiva. Na semana passada, o mercado  previa queda de 0,48%.

A estimativa consta do boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central, com a projeção para os principais indicadores econômicos.

As previsões do mercado para o PIB de 2021, 2022 e 2023 continuam em 2,50%.

Já a cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 4,50, a mesma previsão da semana passada. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 4,40, contra R$ 4,30 da semana passada.

As instituições financeiras consultadas pelo BC também reduziram a previsão de inflação de 2020. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu, pela quarta vez seguida, ao passar de 2,94% para 2,72%. Leia mais »

abr 06 2020

Embaixada cobra retratação de insinuações de Weintraub contra a China

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, publicou uma postagem no Twitter no fim de semana com insinuações de que a China poderia se beneficiar, de propósito, da crise mundial causada pelo coronavírus. Depois, ele apagou o texto.

A embaixada chinesa no Brasil, também na rede social, divulgou uma resposta repudiando a fala do ministro e o embaixador, Wanming Yang, cobrou uma declaração oficial do governo sobre a fala de Weintraub.

O texto de Weintraub imitava a fala do personagem Cebolinha, da Turma da Mônica, que, ao falar, troca a letra “R” pela “L”. O ministrou ridicularizou o fato de alguns chineses, quando falam português, efetuarem a mesma troca de letras.

Na postagem, Weintraub insinuou que a China vai sair “relativamente fortalecida” da crise do coronavírus e que isso condiz com os planos do país de “dominar o mundo”. Disse ainda que haveria, no Brasil, parceiros dos chineses nesse objetivo.

“Geopolíticamente [sic], quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?”, escreveu Weintraub.

Para ilustrar a postagem, ele publicou ainda uma foto de uma capa de um gibi da Turma da Mônica, que mostra os personagens na China.

Leia mais »

abr 06 2020

Produção de veículos cai 21% em março sob o impacto do vírus

Por que a FIAT não irá mais fabricar carros na Itália? - 2 e 4 rodas

A produção nacional de veículos caiu 21,1% em março, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os resultados foram divulgados hoje (6) pela associação das fabricantes, a Anfavea, e apontaram o impacto da pandemia do coronavírus no país.

Foram produzidas 189.958 unidades, contra 240.763 no mesmo período de 2019.

Em relação a fevereiro deste ano, quando foram feitos 204.200 exemplares, a queda foi de 7%. Já no acumulado de janeiro a março, a redução foi de 16%.

Para o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, a queda não foi causada por falta de componentes, mas diretamente pela parada da produção. No mês de março, toda a indústria automotiva brasileira suspendeu suas operações como prevenção à Covid-19.

“A situação vai ser mais impactante no mês de abril”, apontou Luiz Carlos.

Leia mais »

abr 06 2020

Datafolha: Para 76%, o mais importante neste momento é o isolamento social

Pesquisa Datafolha publicada hoje (6) pelo jornal “Folha de S.Paulo” questionou a população sobre as medidas de isolamento impostas pelas autoridades para conter o avanço do coronavírus.

Segundo o levantamento 76% dos brasileiros acreditam que o mais importante neste momento é deixar as pessoas em casa. 18% querem acabar com o isolamento, e 6% não sabem.

O instituto entrevistou, por telefone, 1.511 pessoas entre os dias 1º e 3 de abril. A margem de erro da pesquisa é de três pontos.

O levantamento também questionou os entrevistados sobre fechamento de comércio, suspensão de aulas e quanto tempo o isolamento deve durar.

Veja abaixo os resultados:

Leia mais »

abr 06 2020

Teleaulas para alunos da rede pública do DF começam hoje

A TV Justiça começa a exibir hoje (6) teleaulas para estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal. As transmissões ocorrerão diariamente, das 9h às 12h. A emissora é aberta no DF e pode ser acessado nos canais 53.1 e 53.2.

As aulas terão entre 15 e 30 minutos para cada etapa de ensino. De acordo com a Secretaria de Educação do DF (SEEDF), o material serve como complemento para os estudantes, que estão com aaulas suspensas até 31 de maio por causa da pandemia de coronavírus, e não deve fazer parte das avaliações escolares.

Os conteúdos serão divididos entre a educação precoce, educação para alunos especiais, educação infantil, anos iniciais e finais do ensino fundamental, ensino médio e ensino médio em tempo integral. Haverá ainda aulas de educação física para os alunos.

A programação será transmitida da seguinte forma:

Leia mais »

abr 06 2020

BRB lança campanha para a compra de respiradores hospitalares

O Banco de Brasília (BRB), por meio de seu instituto, entidade sem fins lucrativos, começa uma campanha de arrecadação de recursos para o combate à Covid-19.

O objetivo é arrecadar R$ 25 milhões para a compra de 250 respiradores e outros insumos para ajudar o DF a superar a pandemia do novo coronavírus.

“Como banco público, entendemos que o nosso principal papel é o de estar ao lado do povo de Brasília”, destaca o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa. “Vencer a pandemia é o objetivo de todos neste momento, e uma ação de engajamento pode fazer toda a diferença.”

Desde o início da crise, o BRB, como instituição financeira do Distrito Federal, tem atuado para minimizar os impactos provocados pela Covid-19. No mês passado, o banco lançou o Supera-DF, programa amplo com soluções para pessoas físicas e jurídicas.

abr 06 2020

Artistas do DF recebem apoio do programa Conecta Cultura

 

Para fomentar atividades culturais no Distrito Federal neste período de isolamento social em virtude da pandemia da Covid-19, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) lança, hoje (06), edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) voltado para apresentações on-line.

Ao todo, serão investidos mais de R$ 2 milhões para até 107 projetos. A iniciativa é parte do programa Conecta Cultura, uma série de ações da Secec voltadas para auxiliar o setor durante a quarentena.

O edital FAC Apresentações On-line foi dividido em quatro linhas de apoio principais que abrangem atividades artísticas em 15 áreas distintas.

Assim, serão oferecidas até 58 vagas para ações de qualificação básica e formação, 37 para montagem de espetáculos, 10 para festivais on-line, e duas para websérie ou webcanal. Para participar, os artistas e agentes culturais poderão se inscrever de 08 a 22 de abril.

Todo o processo será feito de maneira eletrônica, observando a quarentena e o isolamento social, fundamentais para conter os avanços do coronavírus. Para isso, foram ampliados os canais de atendimento à distância da Secec, com telefone e endereço de e-mail exclusivos (link).

Além disso, é essencial que todas as propostas observem a necessidade de apresentar ações de acessibilidade, como ajuda técnica ou tecnologia assistiva, que incluem interpretação em libras, audiodescrição ou legendas, por exemplo.

Leia mais »

abr 05 2020

CONTAMINAÇÃO NA PAPUDA NÃO ATINGE PRESOS

O Complexo Penitenciário da Papuda, no DF, teve o segundo caso confirmado de contaminação pelo novo coronavírus, num agente penitenciário.

No entanto, está ainda sem contaminação de preso, o que será muito mais preocupante,  se ocorrer.

Na Papuda, os novos presidiários, quando chegam, ficam isolados de quarentena numa área especial, por pelo menos 15 dias, para não levar a contaminação para o restante dos internos.

abr 05 2020

MANDETTA DESAGRADA IBANEIS

Da mesma forma que questionou o famoso Sérgio Moro, sobre o PCC no DF, o Governador Ibaneis está tendo a coragem de desafiar a elevada aprovação do Ministro da Saúde, que realmente esqueceu Brasília.

Isso é estranho, pois o próprio Ministério todo dia destaca que o DF tem o maior índice de infecção por 100 mil habitantes: 14,9.

O segundo é São Paulo, com 9,6 infectados.

Logo, presume-se que seria importante, por exemplo, concentrar esforços para ampliar as condições hospitalares da Ceilândia, onde uma população próxima de quase um milhão de pessoas conta com um hospital em situação crítica, mesmo na rotina anterior.

No entanto, o Ministro Mandetta decidiu construir um hospital na cidade goiana de Águas Lindas, para atender um público cinco vezes menor.

A mídia destaca que o Governador Ibaneis perdeu a paciência com o  Ministro Luiz Mandetta, afirmando: “Quantas UTIs ele fez? Quantos respiradores ele adquiriu?”, questiona.

Na primeira portaria, de 16 de março, “tudo o que o ministro Mandetta destinou ao Distrito Federal foram R$6,4 milhões”, revela o  governador, indignado

Nesta sexta(2), foram liberados para o DF R$9,3 milhões. “Isso não dá nem para comprar luvas para os profissionais de saúde”, afirmou o Governador.

Ibaneis disse que somente para as compras emergenciais no enfrentamento do coronavírus, o DF necessita de R$140 milhões. “Cada aparelho respirador está custando em média 150 mil reais e precisamos de 600”, afirmou.

“Em vez de hospital de campanha, Mandetta deveria liberar os R$1,5 milhão para concluir a obra do hospital de Águas Lindas. É tudo o que falta.”

Ibaneis foi mais longe: “O ministro Mandetta pode continuar usando o cargo e a pandemia para fazer política, mas precisa se lembrar que a obrigação de todos nós é cuidar das pessoas e não de interesses políticos ou partidários”, afirmou.

abr 05 2020

PANDEMIA CHEGOU A POUCOS MUNICÍPIOS

Dos 5.570 municípios brasileiros, muito mais de cinco mil não têm sequer um caso de coronavírus.

Pergunta-se: tecnicamente, é correto manter essas cidades em quarentena, matando a economia local e assustando a população?

O secretário executivo do Ministério da Saúde, em tom moderado, reconheceu que precisa haver debate técnico sobre isso.

Mostrou que a pandemia vai se espalhar por todo o Brasil. Só passa a ser controlada quando pelo menos 50% da população estiver imunizada (mesmo que assintomática, que será a maior parcela dos contaminados).

Ele afirma que o foco no momento deve ocorrer em São Paulo e Rio, abrindo-se também para Amazonas (muito preocupante pela falta de estrutura), Ceará e DF.

Nessa linha de raciocínio, o Presidente Bolsonaro promete baixar regulamentação esta semana, flexibilizando a quarentena em cidades médias e pequenas onde a contaminação ainda não exista.

A ideia é que o próprio Ministério da Saúde estabeleça os critérios. “Ainda não está definido se o melhor caminho seria um decreto presidencial ou uma medida provisória.”, informa O Globo.

Na última quinta-feira, o presidente afirmou que poderia assinar um decreto para afrouxar o isolamento social nos estados. (Antagonista)

abr 05 2020

COBRANÇA DE DÍVIDAS PODE SER SUSPENSA

O deputado distrital Eduardo Pedrosa apresentou proposta proibindo o GDF de fazer cobranças das dívidas tributárias (IPTU, IPVA) e das não tributárias (multas da AGEFIS, DETRAN) enquanto durar a pandemia do coronavírus.

O projeto também quer proibir a cobrança judicial e a inscrição no SPC e no SERASA.

 

abr 05 2020

SÃO PAULO TRIPLICA ÓBITOS

Assusta ver que os óbitos relacionados em São Paulo triplicaram em uma semana.

Na sexta (27), o estado contabilizava 68 mortes. No domingo (29), o número saltou para 98. Sábado (3),  o estado identificou 219 mortes.

Há muito ruído sobre possíveis erros nos atestados de óbito em São Paulo.

Outras doenças podem estar definidas como se fossem covid-19.

abr 05 2020

DF tem 467 casos confirmados de coronavírus

O Governo do Distrito Federal (GDF) informou que, até a tarde de hoje (5), havia 467 casos confirmados do novo coronavírus na capital. O balanço aponta 13 novas notificações nas últimas 24 horas.

Segundo a Secretaria de Saúde, o número de pacientes recuperados subiu para 147. Do total de infecções, 330 são quadros leves, 44 moderados e 15 são consideradas graves. Sete pessoas morreram pelo agravamento da doença.

A última vítima foi um homem de 67 anos que morava no Plano Piloto. O idoso estava internado no Hospital Santa Lúcia, na Asa Sul, desde o dia 26 de março. Ele tinha diabetes e hipertensão.

De acordo com a pasta, o Lago Sul é a região com a maior incidência da doença. A proporção considera a confirmação de pacientes com a Covid-19 a cada 100 mil habitantes. Em seguida está o Sudoeste e a Octogonal.

Já em números absolutos, o Plano Piloto lidera o ranking de ocorrências. Com 134 casos, a região central de Brasília concentra 32% das notificações de coronavírus.

Mortes por coronavírus:

Leia mais »

abr 05 2020

NÃO TEM COMO TIRAR BOLSONARO. E AGORA O POVO DIZ QUE ELE DEVE FICAR

No momento, a maior epidemia que o Brasil vive é a de insanidade, que domina as classes dominantes da política e os meios de comunicação.

Mas o povo é sábio e justo.

O povo brasileiro tem fé e bom senso.

Além disso, hoje em dia, todas as pessoas são politizadas e absurdamente bem informadas.

Todos têm visão crítica aguçada, filtrando o que sai na Globo e nos jornais.

A Internet é divina. Nos libertou.

 

PESQUISA CHOCANTE

Digo isso porque muita gente “inteligente” está surpreendida com a pesquisa nacional feita pela Datafolha, nos dias 1º, 2 e 3 de abril.

A pesquisa mostra que a maioria da população não quer a saída do Presidente Bolsonaro.

Isso mesmo!

Para 59% dos brasileiros entrevistados, Bolsonaro não deve renunciar, como pregam os malucos golpistas sem ouvir antes a comunidade brasileira.

Há na pesquisa 37% dos entrevistados favoráveis à renúncia do Presidente (impossível de acontecer).

Se nem facada tirou o cara do rumo, não vai ser cara feia que poderá fazer isso.

Este percentual de 37%  representa a massa formada pelas “viúvas do Lula”, que insistem em desestabilizar o governo, em meio a uma próxima pandemia assustadora. Gente doida, sô!

Já disse aqui muitas vezes que não votei em Bolsonaro (votei em branco, por desprezar todos os candidatos).

E não voto nele numa possível reeleição. Bolsonaro está fora do meu comportamento pessoal. Se fosse meu filho, ele tomaria de vez em quando umas palmadas para aquetar o facho.

Mas, tecnicamente, reconheço que o Governo Bolsonaro é suportável, formado por gente de bom nível – e que não rouba (milagre!).

É um governo melhor do que os anteriores, que só roubavam.

Quase todos os atuais ministros são bem reconhecidos pelo povo nas pesquisas, mas foram criminosamente sabotados por Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre, Dias Toffoly, Gilmar Mendes e outros saudosistas dos tempos tenebrosos.

Esses caras poderosos sabem que o impeachment é impossível tecnicamente de acontecer, principalmente em meio a uma pandemia, mas passam para a opinião pública o grito porralouca de “vai cair, vai cair, vai cair!”

É mais fácil cair um meteoro que acabe violentamente com o covid-19.

Todos esses “golpistas” valem-se de uma imprensa, capitaneada pela Rede Globo, que abandonou as causas do Brasil para defender de forma alucinada uma queda de governo, sem saber como fazer isso.

A solução para o Brasil, depois dessa pesquisa, é o surgimento de um poder moderador, que junte as forças de governo com as forças políticas, para evitar a grande tragédia do coronavírus.

O Brasil pode ser exceção no mundo – se a gente se unir.

Porém, mesmo que permaneça este Fla-Flu suicida, ainda teremos resultados melhores do que os outros grandes países – mas, infelizmente,  muita gente vai morrer.

 

Moral da história: Bolsonaro acorda hoje fortalecido por uma pesquisa feita por inimigos (Datafolha e outros manipuladores).

E vai crescer nos tamancos – como se dizia antigamente.

Os golpistas que renunciem.

RENATO RIELLA  

abr 05 2020

Papa: no drama da pandemia, pedir a graça de viver para servir

1586081599459.jpg

“O drama que estamos atravessando impele-nos a levar a sério o que é sério, a não nos perdermos em coisas de pouco valor; a redescobrir que a vida não serve, se não se serve. Palavras do Papa Francisco na homilia da missa neste Domingo de Ramos, celebrada na Basílica de São Pedro.

Em meio à pandemia, não só a Praça São Pedro vazia, mas também a Basílica Vaticana, onde o Papa Francisco presidiu à celebração eucarística neste Domingo de Ramos.

Com o Pontífice, o mestre das cerimônias litúrgicas, mons. Guido Marini, poucos diáconos, um único cardeal, alguns leigos e religiosas. Também o coral foi em número reduzido.

As oliveiras e os ramos perto do altar da Cátedra lembravam a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém.

Nhomilia, o convite do Papa foi para se deixar guiar pela Palavra de Deus na Semana Santa, que, quase como um refrão, mostra Jesus como servo: na Quinta-feira Santa, é o servo que lava os pés aos discípulos; na Sexta-feira Santa, é apresentado como o servo sofredor e vitorioso (cf. Is 52, 13); e já amanhã, Isaías profetiza: «Eis o meu servo que Eu amparo» (42, 1).

“Deus salvou-nos, servindo-nos. Geralmente pensamos que somos nós que servimos a Deus. Mas não; foi Ele que nos serviu gratuitamente, porque nos amou primeiro. É difícil amar, sem ser amado; e é ainda mais difícil servir, se não nos deixamos servir por Deus.”

Leia mais »

abr 05 2020

Datafolha: 59% dos brasileiros são contra a renúncia de Bolsonaro

Um levantamento do Datafolha, divulgado hoje (5), mostra que 59% dos brasileiros são contra uma renúncia do presidente Jair Bolsonaro em meio ao combate à pandemia pela Covid-19.

Outros 37% são a favor, conforme vem sendo pedido por políticos da oposição. Outros 4% não sabem dizer.

Para apenas 33% dos entrevistados, a gestão da crise sanitária é avaliada de forma positiva (boa ou ótima).

Apesar de a minoria dos respondentes ter essa avaliação, a maioria acredita que o presidente tem condições de seguir liderando o País.

Leia mais »

abr 05 2020

Trump diz que máscaras de proteção são para os norte-americanos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ontem (4) que precisa de máscaras de proteção contra o coronavírus e, ainda, que não quer “outros conseguindo” os equipamentos.

“Precisamos das máscaras. Não queremos outros conseguindo máscaras. É por isso que estamos acionando várias vezes o ato de produção de defesa. Você pode até chamar de retaliação porque é isso mesmo. É uma retaliação. Se as empresas não derem o que precisamos para o nosso povo, nós seremos muito duros.”

Trump afirmou ainda que esta semana e a próxima provavelmente serão as mais difíceis na luta contra a doença e que ‘haverá muita morte’.

O número de vítimas ontem chegou a 8.500, segundo os dados da Universidade Johns Hopkins. A instituição informou ainda que em todo o país são mais de 312 mil infecções por coronavírus. Ontem, foram 1.344 novas mortes, maior número em um dia.

Leia mais »

abr 04 2020

ARTIGO: Pandemia e pandemônio

RUY FABIANO

A politização da crise decorrente da pandemia do corona vírus submete o presidente Bolsonaro a um dos mais intensos e implacáveis bombardeios desde sua posse.

Questiona-se inclusive se resistirá.

O conjunto dos seus adversários – esquerda, Centrão (incluindo governadores como João Dória e Wilson Witzel) e mídia mainstream (à frente a Rede Globo) – conjuga-se para levá-lo ao estresse máximo e, em algum momento, à renúncia de seu mandato.

Nada disso é propriamente novo, a não ser pelo fato de que ocorre em meio a uma crise de proporções mundiais, cujo desfecho é ainda ignorado, e que exige do governo pronta resposta a desafios que não estavam previstos e que precisam ser respondidos com urgência.

Há mobilização gigantesca de recursos para atender os segmentos mais vulneráveis da população, mas a logística da distribuição é complexa e ainda está sendo estudada.

Em tal quadro, a colaboração dos governadores e prefeitos e dos poderes da República, sem falar da própria mídia, é essencial.

Mas não está havendo. Pelo contrário, instalou-se um ambiente de desafio à autoridade do presidente da República, capitaneada pelo governador de São Paulo, João Dória, e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Põem em risco a unidade federativa e estimulam prefeitos e demais governadores a agir da mesma forma.

Dória, que se elegeu insultando Lula e elogiando Bolsonaro, inverteu esta semana o script: trocou amabilidades com Lula (a quem já chamou de criminoso, presidiário etc.) para juntos investirem contra o presidente. Lula considerou a conduta de Dória exemplar.

Nesse clima de vale-tudo, um deputado petista, Reginaldo Lopes (MG), encaminhou notícia-crime ao STF, pedindo a deposição do presidente da República, sob a alegação de que “ele não está à altura do cargo” e estaria na contramão das orientações da Organização Mundial de Saúde.

Como a OMS já mudou de opinião algumas vezes em relação ao combate ao vírus, não se sabe em que ponto Bolsonaro a contrariou.

Esta semana mesmo, o diretor-geral do órgão, Tedros Adhanom Ghebreyesus, recomendou, na mesma linha de Bolsonaro, o isolamento vertical e a volta gradativa ao trabalho dos grupos fora da faixa de risco; no dia seguinte recuou. Medicina ou política?

Tedros não é médico; é um político etíope, que chegou ao comando da OMS graças ao apoio do Partido Comunista Chinês. Sua cartilha não é médica: é política. Nisso, coincide com os governadores de São Paulo e do Rio.

Não há ainda sinais quanto ao desfecho da crise política em curso. As Forças Armadas mantêm-se em silêncio.
Com relação à notícia-crime, ainda que infundada, foi recebida pelo ministro Marco Aurélio, no STF, como normalíssima.

Remeteu-a ao Ministério Público, onde foi sumariamente arquivada pelo procurador-geral Augusto Aras, sob o argumento de que “não há embasamento jurídico que endosse o pedido de afastamento ou até mesmo uma possível perda de mandato do presidente”.

Marco Aurélio, como é óbvio, sabe disso, mas optou por dar sua contribuição ao desgaste presidencial, mantendo o tema no ar por alguns dias.

Bolsonaro, por sua vez, como se não bastasse o bombardeio implacável dos adversários, atirou no próprio pé ao criticar de público o seu ministro da Saúde, Luiz Mandetta, por divergências em relação ao combate à pandemia.

O que deveria ter sido resolvido internamente, não o foi, pondo em risco a permanência do ministro no cargo. Uma demissão a esta altura (e nessa área) torna a pandemia um pandemônio político.

abr 04 2020

GDF prorroga o prazo para pagamento de ICMS e ISS

O Governo do Distrito Federal (GDF) prorrogou o prazo de vencimento de impostos. A decisão foi por  meio do Decreto nº 40.598​, publicado em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal de hoje (4), e vale para o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) e para o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), no âmbito do Simples Nacional.

A medida, já em vigor, visa reduzir os impactos econômicos provocados pela pandemia da Covid-19. Segundo o decreto, a prorrogação do prazo não implica direito à restituição de quantias eventualmente já recolhidas.

“As micro e pequenas são importantes vetores de empregos”, destaca o secretário de Economia, André Clemente. “Essa prorrogação do Simples Nacional será determinante para a sobrevivência das mesmas.”

Veja, abaixo, como fica o prazo de vencimento dos tributos tanto para microempreendedores individuais como optantes do Simples Nacional.

Leia mais »

abr 04 2020

Brasil pede a Índia que garanta fornecimento de insumos farmacêuticos

O presidente Jair Bolsonaro pediu hoje (4), ao primeiro-ministro Índia, Narendra Modi, o apoio do governo indiano para que o Brasil continue recebendo os produtos farmacêuticos necessários à produção da hidroxicloroquina.

Indicada para o tratamento e prevenção da malária e de outras doenças, como o lúpus, a hidroxicloroquina vem sendo testada em pacientes com o novo coronavírus em vários países, inclusive no Brasil.

Importante produtora de insumos para remédios e principal fornecedora mundial de medicamentos genéricos, a Índia restringiu a exportação de ingredientes farmacêuticos em meio à crise que motivou a Organização Mundial de Saúde (OMS) a decretar pandemia, ou seja, a reconhecer que a doença infecciosa já afeta a um elevado número de pessoas em um grande número de países.

“Neste sábado, em contato com o primeiro-ministro da Índia, solicitei apoio na continuidade do fornecimento de insumos farmacêuticos para a produção da hidroxicloroquina”, escreveu o presidente no seu perfil pessoal no twitter. “Não mediremos esforços para salvar vidas”, acrescentou, sem mais detalhes.

Leia mais »

abr 04 2020

DF tem 441 casos confirmados de coronavírus; seis mortos pela doença

O Governo do Distrito Federal (GDF) informou que, até a manhã de hoje (4), havia registrado 441 casos do novo coronavírus na capital. São 19 a mais que o total contabilizado até a noite de ontem.

Segundo o boletim, 19 pacientes estão internados em estado grave.

Os dados também confirmam seis mortes causadas pela Covid-19 na capital:

De acordo com o levantamento do GDF, a maioria dos casos do novo coronavírus está na faixa etária entre 30 e 39 anos. Veja abaixo:

Leia mais »

abr 04 2020

Bolsonaro quer flexibilizar isolamento em pequenas e médias cidades

Contrário ao isolamento social para conter o avanço do coronavírus no país, o presidente Jair Bolsonaro estuda uma nova medida para determinar a retomada das atividades em parte do país.

O governo passou a avaliar a possibilidade de flexibilizar normas restritivas em cidades pequenas e médias com baixo índice de casos da Covid-19.

Auxiliares de Bolsonaro dizem que a ideia é que o próprio Ministério da Saúde estabeleça os critérios, que garanta segurança à vida da população e dê respaldo aos governantes locais.

Ainda não está definido se o melhor caminho seria um decreto presidencial ou uma medida provisória. Leia mais »

abr 04 2020

PRF lança sistema para ajudar caminhoneiros a encontrar comércios abertos

Caminhoneiros e usuários das rodovias federais já podem programar as viagens com mais tranquilidade em meio à pandemia do novo coronavírus.

Para facilitar o planejamento dos que precisam se deslocar pelas BRs em tempos de quarentena, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) mapeou seis mil pontos de apoio disponibilizados no sistema Suporte BR.

Basta entrar no site da BR para encontrar em um mapa interativo os estabelecimentos que estarão abertos no caminho, como restaurantes, borracharias, hotéis, pontos de parada com serviços simultâneos e lojas de conveniência.

O usuário pode filtrar o conteúdo por estado, cidade e tipo de estabelecimento. Ao fazer a pesquisa, o Suporte BR apresenta informações como a localização exata do estabelecimento, tipo de serviço e dias e horário de funcionamento. Leia mais »

abr 04 2020

Brasil tem hoje 366 mortos por coronavírus e 9.244 casos confirmados

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 10h29 de hoje (4), 9.244 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 366 mortes pela Covid-19. 

Apenas três estados ainda não registraram mortes: Acre, Amapá e Tocantins.

Na manhã de hoje, a Bahia registrou a sétgima morte por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Paciente era uma mulher de 28 anos, que tinha ido a Itapetinga realizar uma cesária.

O Distrito Federal registrou 22 novos casos, somando 658. E o governo do Acre registrou mais 9, chegando a 28 casos.

São Paulo registra 219 mortes e 4.048 casos confirmados e o Rio de janeiro chegou a 47 casos fatais da doença e 1.074 casos.

Mato Grosso registrou a primeira morte pela manhã de sexta (3): um homem de 54 anos, que foi internado no dia 29 de março. Ele era hipertenso e diabético e estava internado com síndrome respiratória aguda. O Ceará registra 658 casos e 22 mortes. Leia mais »

abr 04 2020

“Medidas duras, mas no caminho certo”, diz o governador Ibaneis

Entrevista ao Correio Braziliense/TV Brasília

Um dos primeiros a definir medidas de distanciamento social no país em virtude da Covid-19, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), classificou as ações que tomou no início de março como “corretas” e “no caminho certo”.

Ontem (3), em entrevista ao programa CB.Poder — parceria entre o Correio e a TV Brasília — o chefe do Executivo falou sobre a curva de contaminação pelo novo coronavírus no Distrito Federal, o comportamento do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e sobre as iniciativas previstas para lidar com a pandemia no DF.

Em atendimento à população que não será contemplada pelo auxílio emergencial concedido pelo governo federal, Ibaneis anunciou que criará programa semelhante e com mesmo valor de benefício, R$ 600 por pessoa.

A proposta deve alcançar 28 mil cidadãos. “São pessoas, por exemplo, nas faixas de 60, 70 anos que não estão em nenhum programa, nem recebem BPC (Benefício de Prestação Continuada) nem é ambulante, mas precisa de algum auxílio. Estamos criando nosso auxílio no DF, para essas pessoas que não estiverem nos outros programas”, afirmou.

Veja a íntegra da entrevista:

Leia mais »

abr 04 2020

China para por três minutos em homenagem às vítimas da Covid-19

CHINA-WUHAN-COVID-19 VICTIMS-NATIONAL MOURNING-SILENT TRIBUTE (CN)

A China parou na manhã de hoje (4) para homenagear os mortos na epidemia de Covid-19, dedicando três minutos em memória das vítimas.

Sirenes foram acionadas às 10h (23h em Brasília) e, de imediato, as pessoas pararam nas ruas, enquanto trens, automóveis e navios soavam suas buzinas ou apitos para recordar as 3.326 vítimas da epidemia no país.

Na cidade de Wuhan, onde o coronavírus surgiu no final de 2019, o pessoal do Hospital Tongji se colocou na parte externa, todos com as cabeças inclinadas em direção ao prédio principal, alguns ainda com os trajes de proteção, que se tornou um símbolo da crise em todo o mundo.

“Sinto muita pena por nossos colegas e pacientes que morreram”, disse Xu, enfermeira do hospital de Tongji que trabalhou na linha de frente do tratamento de pacientes com coronavírus. “Espero que possam descansar em paz no céu”.

Leia mais »

abr 04 2020

Hotéis no DF vão hospedar idosos sem moradia durante a pandemia

Hotel Brasilia palace - Foto de Brasília Palace Hotel - Tripadvisor

O Governo do Distrito Federal oferecerá aos idosos que vivem em condições inadequadas acesso à moradia provisória em hotéis durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), com a coordenação da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus).

O projeto piloto já está em andamento com o cadastro de 300 pessoas com 60 anos ou mais que serão encaminhadas para o Brasília Palace.

Os idosos serão recebidos com toda segurança e atenção. A Secretaria de Saúde realizará exames, testes e oferecerá cuidados médicos, garantindo a eficácia do isolamento.

A ação “Hotelaria Solidária” faz parte do programa “Sua Vida Vale Muito”, desenvolvido pela Sejus para proteger a população idosa da Covid-19. A primeira-dama, Mayara Noronha Rocha, é madrinha da iniciativa, que tem o apoio da Secretaria de Segurança Pública, responsável pelo cadastro dos idosos, e da Secretaria de Saúde, que fará o protocolo de triagem dos atendidos pelo programa.

Leia mais »

abr 04 2020

Uber e outros aplicativos podem ter redução de repasses feitos por motoristas

Os senadores aprovaram uma redução, até 30 de outubro, dos repasses que os motoristas de aplicativos de transporte fazem às empresas.

O projto vai para apreciação da Câmara dos Deputados.

Resta saber como as empresas de aplicativos vão reagir à perda de arrecadação.

Os motoristas têm reclamado que o número de clientes diminuiu muito por causa da pandemia de corononavírus.

As pessoas estão respeitando as recomendações do Ministério da Saúde e ficam em casa; com grande parte do comércio e dos serviços públicos fechados, as “corridas” são poucas e os repasses aos aplicativos são considerados altos.

abr 04 2020

Câmara dos Deputados aprova projeto que cria o chamado “orçamento de guerra”

Câmara dos Deputados aprovou ontem (3) a proposta de emenda à Constituição que cria um orçamento paralelo, chamado de “orçamento de guerra”, para destinar recursos exclusivos às medidas de combate ao coronavírus.

Somente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e alguns deputados compareceram ao plenário. Para evitar uma aglomeração de deputados no plenário, o que aumentaria o risco de contágio pelo coronavírus, a maior parte dos parlamentares participou por meio de videoconferência e registrou o voto em um aplicativo eletrônico.

No primeiro turno, a PEC foi aprovada por 505 votos a 2. No segundo, por 423 votos a 1.

Quando chegar ao Senado, o texto também precisará ser votado e aprovado em dois turnos. A PEC não vai à sanção do presidente, é promulgada pelo próprio Congresso.

Na mesma sessão, os deputados aprovaram um pedido de urgência para acelerar a votação do chamado Plano Mansueto, proposta de ajuda fiscal aos estados e municípios em dificuldade financeira. O texto deve ser analisada na próxima segunda (6), segundo previsão da Câmara. Leia mais »

abr 04 2020

DF tem maior incidência de casos de coronavírus por habitante do país

O Distrito Federal tem a maior incidência do novo coronavírus no país. Segundo dados do Ministério da Saúde, na capital há 13,2 casos a cada 100 mil habitantes. A média nacional é de 4,3 casos a cada 100 mil habitantes.

Em coletiva de imprensa ontem (3), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, demonstrou preocupação com a situação. “O DF é o primeiro [colocado], com número bem maior inclusive que São Paulo nessa relação de número de casos confirmados pela população.”

Na quarta-feira (3), a Secretaria de Saúde informou que número de casos na capital chegou a 422. A pasta também confirmou a sexta morte pela Covid-19.

Em números absolutos, o DF tem o quarto maior número de registros do novo coronavírus, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará. E a capital ainda não chegou ao pico da doença. A previsão do governo é que isso aconteça entre o fim de abril e o início de maio. Leia mais »

Posts mais antigos «