«

»

jun 13 2016

UM RAIO X DA INTERNET E DO SERVIÇO DE PAGAMENTO ELETRÔNICO

Encontro realizado em São Paulo mostrou o “raio X” produzido pela Euromonitor International, da área de inteligência de negócios e análise estratégica, sobre a internet e o serviço de pagamento eletrônico no país.

No estudo encomendado pelo PayPal, a equipe da Euromonitor traz dados atuais em relação ao online brasileiro e faz projeções para os próximos quatro anos.

De acordo com a consultoria, a partir da próxima década, o Brasil estará “100% conectado à web via smartphone”.

Denominado de “Digital Purchase and Internet Retaling Trends”, o levantamento mostra, ainda na parte de como se dará a conectividade dos habitantes no país em 2020, que o mercado de smartphone crescerá 2% ao ano, ultrapassando 70 milhões de unidades.

Destacando o protagonismo do smartphone, a pesquisa aponta que os tablets vão, finalmente, ganhar força como produto alternativo aos notebooks.

Os tablets, conforme registra a projeção, vão crescer na média de 4% em 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020. Na contramão, a venda de notebooks cairá 3% ao decorrer do mesmo período.

Também com declínio previsto, os “velhos” telefones celulares (não smartphones) vão ter as vendas despencadas em 49%.

Para a parte de pagamento eletrônico, o principal ponto abordado pelo estudo também tem relação com dispositivos móveis.

O resultado final do levantamento ressalta que, em 2020, 10% de tudo o que é comercializado de forma online no Brasil será oriundo de transações efetuadas a partir de smartphones ou tablets.

Atualmente, dispositivos móveis são responsáveis por 7% de tal fatia, enquanto em 2007 a representação era de somente 2%.

Mesmo com o crescimento, daqui a quatro anos empresas focadas em prestar serviço de transação financeira online, como o PayPal, ainda terão 90% do mercado a conquistar.

A perspectiva de cenário chama a atenção do consultor-chefe da Euromonitor International, João Luiz Paschoal.

“O crescente conhecimento e o nível de exigência dos usuários impulsionam os players do mercado a investirem em aspectos cruciais para oferecerem experiências completas”, comenta o executivo, sinalizando que companhias estão investindo na área.

Futuro – ainda mais – mobile
O estudo apresentado pela Euromonitor no evento organizado pelo PayPal registra que 100% do território brasileiro está coberto por redes de celulares, sendo que apenas 6% não conta com alcance de rede 3G.

Isso faz com que o Brasil apareça como o segundo país da América Latina em porcentagem de penetração da tecnologia de internet móvel.

A Costa Rica surge no topo. A nação costarriquenha conta com área de 51.100 km², contra mais 8,5 milhões de km² da superfície brasileira.
“Cerca de 47% dos brasileiros entrevistados ainda preferem não compartilhar suas informações financeiras em ambientes virtuais (a média mundial é de 44%)”.

A frase pinçada pela equipe de comunicação do PayPal sobre o que o consta no estudo da Euromonitor mostra que a insegurança digital – pelo menos na visão dos usuários – trava o setor de e-commerce no país.

A pesquisa afirma, porém, que a rejeição ao comércio eletrônico tende a cair, pois “muitas empresas vêm investindo maciçamente para aumentar a segurança dos internautas”.

Mais números
Confira, abaixo, outros dados destacados no estudo organizado pela equipe da Euromonitor International:

>>Em 2020, cerca de 4,5 bilhões de pessoas no mundo inteiro serão assinantes de internet móvel.

>>Mais de 42 milhões de brasileiros passaram a usar a internet ao decorrer dos últimos cinco anos (2010 – 2015).

>>Atualmente, aproximadamente 116 milhões de pessoas no Brasil estão conectadas à web, o que representa 60% da população nacional.

>>Em 2015, o país registrou venda de 310 smartphones para cada mil habitantes, maior indíce da América Latina.

>>No Brasil, 59% dos usuários de telefonia móvel contam com algum plano de internet móvel – número que deve saltar para 66% em 2020.

>>O setor de alimentação representa 11% do comércio online do Brasil. Em 2020, a projeção é que ele seja 14% da fatia.

>>A compra de ingressos online duplicará (de 0,1 para 0,2) no decorrer dos próximos quatro anos.

>>O comércio eletrônico no país movimenta, atualmente, US$ 19 bilhões por ano. Em 2020, a quantia esperada é de US$ 28 bilhões.

(ANDERSON SCARDOELLI – COMUNIQUE-SE)

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*