«

»

out 13 2015

AUMENTA CERCO A EDUARDO CUNHA DEPOIS DAS DENÚNCIAS

Líderes da oposição ao governo Dilma Rousseff divulgaram, sábado (10), nota em que pedem o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, do PMDB, suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro. O parlamentar rejeita as denúncias e afirma que não deixará o cargo.

O texto, publicado no site do PPS, diz que o pedido se deve às denúncias veiculadas recentemente pela imprensa.

“Sobre as denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, noticiadas pela imprensa, os líderes Carlos Sampaio, Arthur Maia, Fernando Bezerra Filho, Mendonça Filho, Rubens Bueno e Bruno Araújo, respectivamente do PSDB, Solidariedade, PSB, DEM, PPS e Minoria, entendem que ele deve se afastar do cargo, até mesmo para que ele possa exercer, de forma adequada, o seu direito constitucional à ampla defesa”, segundo a nota.

Eduardo Cunha é suspeito de ter recebido US$ 5 milhões de dólares de suborno por contratos de aluguel de navios-sonda para a estatal brasileira de petróleos Petrobras.

Cunha tem vindo a negar possuir contas no exterior, mas documentação enviado pelo Ministério Público Federal da Suíça às autoridades brasileiras revela o contrário.

Entre os documentos enviados ao Brasil estão cópias de passaporte, comprovantes de endereço no Rio de Janeiro e assinaturas de Eduardo Cunha.

De acordo com os investigadores, nos últimos anos foram feitos depósitos nessas contas de US$ 4.831.711,44 dólares e 1.311.700 francos suíços, equivalentes a cerca de R$ 23,2 milhões ao câmbio atual.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*