«

»

set 30 2014

CRESCIMENTO DA DILMA FAZ DÓLAR SUBIR E BOLSA CAIR

O dólar fechou, ontem (29), no maior valor em seis anos. O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 2,456, com alta de 1,64%.

A cotação atingiu o valor mais alto desde 9 de dezembro de 2008, poucos meses após o início da crise econômica nos Estados Unidos. Na ocasião, o câmbio tinha fechado em R$ 2,471.

Na máxima do dia, por volta das 9h20, o dólar chegou a atingir R$ 2,477. Apenas em setembro, a cotação acumula alta de 9,68%. No ano, o aumento chega a 4,17%.

A Bolsa de Valores de São Paulo também teve um dia conturbado. O índice Ibovespa encerrou o dia em 54.625 pontos, com recuo de 4,52%, a maior queda diária desde setembro de 2011 e a menor pontuação desde julho.

Somente as ações da Petrobras, as mais negociadas na bolsa, caíram 10,65% hoje (29).

Certamente há causas externas para essas alterações no quadro da economia, mas existe um fator interno forte: a elevação dos índices de aceitação da candidata Dilma Rousseff nas pesquisas de opinião, que choca parte significativa do mercado.

Mais cedo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, atribuiu a instabilidade no mercado financeiro ao quadro internacional.

Segundo ele, nas últimas semanas tem havido volatilidade maior por causa da perspectiva de aumento da taxa de juros a partir de 2015 pelo Federal Reserve, o banco central norte-americano, e de turbulências internas em vários países.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*