«

»

fev 26 2015

OPERAÇÃO ÁTRIO, DA COMPRA DE ALVARÁS, CORRE NA JUSTIÇA

Iniciaram-se as audiências da Operação Átrio, que investiga esquema de concessão de alvarás supostamente irregulares para empreendimentos em Águas Claras e Taguatinga. As audiências estão sendo realizadas na 2ª Vara Criminal de Taguatinga.

As testemunhas arroladas pelo Ministério Público começaram a ser ouvidas sobre o crime de organização criminosa, referente à ação penal 2011.07.1.022458-7, em que são acusados Paulo Octávio Alves Pereira, Carlos Alberto Jales, Larissa Queiroz Noleto, Laurindo Modesto Pereira Júnior, Aridelson Sebastião de Almeida, Carlos Sidney de Oliveira, Luiz Bezerra de Oliveira Lima Filho, Gabriela Canielas Gonçalves, José Lima Simões e Albano de Oliveira Lima.

A Operação Átrio foi deflagrada em novembro de 2013, com a participação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e da Polícia Civil do DF (PCDF).

As investigações envolveram a concessão ilegal de alvarás e a corrupção de agentes públicos por violarem exigências urbanísticas e ambientais nas regiões administrativas de Taguatinga e Águas Claras, gerando prisões de dois administradores regionais e do próprio empresário Paulo Octávio.

No total, estão agendadas nove audiências, que deverão acontecer até o dia 14 de abril. As testemunhas e os acusados serão ouvidos sobre as imputações de organização criminosa, corrupção e falsidades.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*