«

»

ago 28 2014

OTIMISTA, GOVERNO DILMA PREVÊ CRESCIMENTO DO PIB DE 3% EM 2015

Em ano eleitoral, o governo precisa demonstrar otimismo. Por isso, na proposta orçamentária enviada hoje ao Congresso Nacional pelo Palácio do Planalto, a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).

Vale ressalvar que, este ano, o PIB deve crescer menos de 1% e não há condição de se prever, para o próximo ano, muito mais do que isso, até mesmo porque não há clareza na sucessão presidencial, que pode dar qualquer resultado em outubro.

O Orçamento Geral da União (OGU), a ser discutido pelo Congresso nos próximos meses, é formado pelo orçamento fiscal, da seguridade e pelo orçamento de investimento das empresas estatais federais. A Constituição determina que a proposta seja votada e aprovada até o dia 22 de dezembro.

No projeto de lei enviado ao Congresso, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5%, no próximo ano, outro fator de otimismo do governo Dilma Rousseff, neste momento em que a inflação de 2014 está próxima de 6,50%.

O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com os abatimentos, o superávit primário vai para R$ 114,7 bilhões, valor correspondente a 2% do PIB.

O superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo tem com seus credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, tem condições de pagar dividas com mais facilidade.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*